TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A GESTÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES DENTRO DO CONTEXTO ECONÔMICO ATUAL

Artigo: A GESTÃO DE PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES DENTRO DO CONTEXTO ECONÔMICO ATUAL. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  3/10/2013  •  1.563 Palavras (7 Páginas)  •  298 Visualizações

Página 1 de 7

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO.......................................................................................................03

DESENVOLVIMENTO – .......................................................................................03

CONCLUSÃO.........................................................................................................09

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS........................................................................10

INTRODUÇÃO

A linha “Gestão de Pessoas e Organizações” constitui um campo de estudo voltado ao aprofundamento do conhecimento teórico e à compreensão das práticas organizacionais referentes às relações de trabalho e à gestão das organizações. Sua proposta consiste em produzir e sistematizar o campo de conhecimento de gestão de pessoas no contexto organizacional e da sociedade civil organizada.

As pesquisas e conhecimentos gerados enfatizarão as dimensões humanas, que cada vez mais precisam ser compreendidas no contexto do trabalho, bem como as dimensões organizacionais que englobam as práticas de gestão de conhecimento e pessoas.

DESENVOLVIMENTO

Tratando-se de Teorias Gerais da administração , abordam-se as teorias administrativas que são em seu conjunto , um compendio de normas principais que se complementam , para levar a ciência administrativa ao dia a dia das pessoas e das organizações como um todo , no intuito de gerar desenvolvimento , com objetivo precípuo de máxima eficácia e eficiência , gerando produtividade e lucro .

01 – TEORIA COMPORTAMENTAL

Teoria Comportamental: Marca a mais profunda influência das ciências do comportamento na administração. Todo indivíduo é um tomador de decisão, baseando-se nas informações que recebe do seu ambiente, processando-as de acordo com suas convicções e assumindo atitudes, opiniões e pontos de vista em todas as circunstâncias. A organização neste sentido é vista como um sistema de decisões. A teoria comportamental (ou Teoria Behaviorista) da Administração trouxe uma nova concepção e um novo enfoque dentro da teoria administrativa: a abordagem das ciências do comportamento (behavior sciences approach), o abandono das posições normativas e prescritivas das teorias anteriores( Teorias Classica, das Relações Humanas e da Burocracia) e a adoção de posições explicativas e descritivas. A ênfase permanece nas pessoas, mas dentro do contexto organizacional mais amplo. Para muitos, representa a aplicação da Psicologia Organizacional à Administração. Surgiu em 1947, com o livro O Comportamento Administrativo, de Herbert Alexander Simon que dá início da Teoria das Decisões e críticas às Teorias Clássica e das Relações Humanas - iniciando a Teoria Comportamental. Outro aspecto importante da Teoria Comportamental é o Processo Decisorial. A organização neste sentido é vista como um sistema de decisões.

02 - TEORIA DA CONTIGÊNCIA

Teoria da contingência: enfatiza que não há nada de absoluto nas organizações ou na teoria administrativa. Tudo é relativo. Tudo depende. A abordagem contigencial explica que existe uma relação funcional entre as condições do ambiente e as técnicas administrativas apropriadas para o alcance eficaz dos objetivos da organização. As variáveis ambientais são variáveis independentes, enquanto as técnicas administrativas são variáveis dependentes dentro de uma relação funcional.

É diferente de todas as teorias da Administração, pois além de considerar as contribuições das diversas teorias anteriores, consegue coordenar os princípios básicos da Administração como: as tarefas, a estrutura, as pessoas, a tecnologia e o ambiente. Dentro de seu estado, as teorias administrativas anteriores são colocadas à prova, sua conclusões são confirmadas (cada uma de acordo com sua época, necessidade, ambiente, interação, compatibilidade, etc.), atualizadas, ampliadas, integradas dentro de uma abordagem mais complexa, permitindo assim uma visão conjunta, abrangente com maior maleabilidade e adaptação para cada organização e para a Administração como um todo. A abordagem contingencial mesmo tendo analisado outras escolas como a Teoria Clássica ou a Teoria de Sistemas, aceitou suas premissas básicas, mas adaptou-as a outros termos, pois, nela nada é absoluto ou universalmente aplicável. Tudo é composto de variáveis sejam situacionais, circunstanciais, ambientais, tecnológicas, econômicas; enfim diferem em diferentes graus de variação. De todas as Teorias Administração, a abordagem contingencial enfoca as organizações de dentro para fora colocando o ambiente como fator primordial na estrutura e no comportamento das organizações)

1. Uma comunicação eficiente é sem qualquer sombra de dúvida, o fator

mais importante no sucesso de uma empresa. O relacionamento entre as

pessoas só é possível através da comunicação.

A má comunicação traz desgastes nas relações, agressões verbais,

perda de tempo com retrabalho, mal entendidos, suscetibilidades

afetadas, perda de motivação e stresse. Liderar é comunicar, para

atingir os objetivos da empresa

2. As relações humanas estão voltadas para atitudes e ações

desenvolvidas com os grupos e pessoas. Toda pessoa procura entrar em grupo

e ser aceita e compreendida de forma a seguir seus interesses e aspirações.

Cada pessoa tem uma personalidade que pode ser influenciada por outro

indivíduo ou grupo. A compreensão dessas relações contribui para melhorar a

produtividade dos empregados, porque podem falar de uma forma mais

espontânea e de uma maneira sadia.

3.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.5 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com