TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A IMPORTÂNCIA DA ADMINISTRAÇÃO DE RECURSO MATERIAIS PARA A ENFERMAGEM

Trabalho Escolar: A IMPORTÂNCIA DA ADMINISTRAÇÃO DE RECURSO MATERIAIS PARA A ENFERMAGEM. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  9/4/2013  •  1.102 Palavras (5 Páginas)  •  2.657 Visualizações

Página 1 de 5

A IMPORTÂNCIA DA ADMINISTRAÇÃO DE RECURSO MATERIAIS PARA A ENFERMAGEM

Os recursos materiais, bem como os recursos humanos e financeiros, são essenciais para o funcionamento de qualquer tipo de organização, pública ou privada, de serviço ou fabricação com finalidade lucrativa ou não.

Os enfermeiros têm exercido atividades referentes À administração de materiais em suas unidades de trabalho, sendo responsáveis pela previsão, provisão, organização e controle desses materiais. O enfermeiro também participa do processo de compras, devido a seu preparo técnico no assunto, e por esse processo ser inerente às suas atividades profissionais.

Para efeito de compra, previsão, provisão, preparo, armazenamento, utilização e controle, os materiais podem ser classificados e agrupados em categorias de acordo com a conveniência do serviço.

Podem ser classificados quanto à finalidade, à duração, ao porte, ao custo, à matéria-prima.

FINALIDADE

Serão agrupados quanto ao uso a que se destinam: oxigenoterapia, cateterismo venoso, curativos, etc.

DURAÇÃO

Podem ser agrupados como permanentes ou de consumo. Permanentes são os materiais cuja duração é superior a dois anos, sendo inconsumíveis pelo simples.

Uso; normalmente constituem o patrimônio da instituição, tais com, equipamentos, mobiliários, instrumentais, suportes de soro, macas, etc.. De consumo são aqueles com duração prevista para dois anos, no máximo, sendo consumíveis pelo uso, tais como, esparadrapo, inaladores, extensores, seringas, agulhas, etc.. OBS.: pode haver variações de uma instituição para outra quanto aos materiais de consumo.

PORTE

Podem ser de pequeno, médio e grande porte. A classificação é estabelecida de acordo com a necessidade de instalação e guardam correlacionadas com dimensão do equipamento. Materiais de grande porte, por exemplo, autoclave; de médio porte, respirador; de pequeno porte, inaladores, instrumentais.

CUSTO

Pode auxiliar na seleção e compra e na prioridade de controle dos materiais. Os de consumo regular, geralmente possuem um custo unitário menor que os de consumo ocasional. Porém, devido à quantidade e à frequência de uso, poderão representar um custo elevado para a instituição.

MATÉRIA- PRIMA

Esta classificação é muito complexa, uma vez que os equipamentos podem ser constituídos de diversas matérias-primas. O conhecimento da matéria-prima é importante para o processo de compras. As matérias-primas mais utilizadas são: borracha, polietileno, pvc, silicone, metais, vidro, cerâmicas, tecido, etc..

A PREVISÃO DE MATERIAIS

Levantamento das necessidades da unidade de enfermagem, identificando a quantidade e a especificidade deles para suprir essas necessidades.

Para se fazer uma previsão, deve-se fazer o diagnóstico situacional da unidade em relação às quantidades e às especificidades, analisando os seguintes fatores:

Especificidade da unidade: indica o que é necessário para o desenvolvimento das atividades (ex.: bisturi na UCC).

Características da clientela: faixa etária, sexo, doenças, etc. (clientela idosa – fraldas descartáveis)

Frequência no uso: número de vezes que o material será usado

Número de leitos na unidade

Local de guarda

Durabilidade do material

Periodicidade da reposição: se numa unidade gasta-se 120 sondas de aspiração,

por mês, a reposição deve ser feita a cada 15 dias, acrescentando-se 30% do valor na reposição, isto é, deverá repor 65 unidades por vez.

A PROVISÃO DE MATERIAIS

Consiste na reposição dos materiais necessários para a realização das atividades da unidade, mediante o encaminhamento do pedido (impresso ou online).

Sistema de reposição por tempo: a reposição ocorrem em dias determinados; a reposição é integral; Sistema de reposição por quantidade: foi estipulada uma cota quando o estoque chega a um nível mínimo; pode faltar material;

Sistema de reposição por quantidade e tempo: estipula-se uma quantidade de material que garanta o consumo durante um período predeterminado. Sistema de reposição imediata por quantidade: é reposto de acordo com o consumo imediato do paciente.

A ORGANIZAÇÃO DOS MATERIAIS

Consiste na maneira como o enfermeiro irá dispor os materiais na unidade. Deve procurar centralizá-los em local de fácil acesso.

É importante analisar os seguintes aspectos: Planta física: importante para identificar quais são os pontos centrais para armazenamento, de modo a não permitir o cruzamento entre materiais limpos e estéreis com materiais contaminados. Escolher locais longe de poeira, umidade, ferrugem,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.5 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com