TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ATPS De Seguridade Social

Por:   •  26/9/2013  •  3.956 Palavras (16 Páginas)  •  398 Visualizações

Página 1 de 16

I- INTRODUÇÃO

A Seguridade Social, segundo o texto constitucional, é um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e à assistência social (art. 194 da CF).

O assunto Seguridade Social nos remete ao tripé: Assistência, Saúde e Previdência Social. Dessa forma, justifica-se a importância de tratarmos sobre os direitos sociais, considerando-se que relacionam-se a dimensões dos direitos fundamentais dos homens, enunciados em normas constitucionais que possibilitam melhores condições de vida aos mais necessitados, direitos que tendem a realizar a igualdade aos desiguais. Por isso, trata-se de um assunto de suma importância, especialmente em um país com índices elevados de pobreza, onde a população tem seus direitos negligenciados.

A Seguridade Social consiste em um conjunto de políticas sociais com o intuito de amparar e assistir o cidadão e sua família em situações como a velhice, a doença e o desemprego. Compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e à assistência social. É financiada por toda a sociedade, de forma direta e indireta, nos termos da lei, mediante recursos provenientes dos orçamentos da União, do Distrito Federal e dos Municípios e das seguintes contribuições sociais: do empregador, da empresa e da entidade a ela equiparada na forma da lei.

O artigo 194 da CF, determina que a seguridade social é composta de três grandes pilares:

1- Previdência social: mecanismo público de proteção social e subsistência , que são proporcionados em mediante contribuição;

2- Assistência social: política social de proteção gratuita aos que dela necessitarem;

3- Saúde pública: espécie da seguridade social (por efeito da Constituição) destinada a promover redução de risco de doenças e acesso a serviços básicos de saúde e saneamento.

As políticas públicas de proteção se propõem a dar respostas às necessidades de resgate de uma dívida social, através de um sistema de seguridade que busca oferecer proteção aos direitos dos cidadãos.

II- DESENVOLVIMENTO

Na elaboração desta ATPS, procuramos realizá-la passo-a-passo, nos atentando a cada desafio, etapa, passos, discussões e conclusões em equipe. Procuramos pontuar com atenção os propósitos de desenvolvimento do trabalho levando em consideração a importância da Seguridade Social.

O presente trabalho aponta, dentro da Constituição Federal do Brasil de 1988, os elementos que qualificam as contribuições e em conjunto mostram a natureza jurídica desse modelo tributário como a emenda constitucional 20/98. Além disso, explicita que as contribuições sociais como tributo de natureza jurídica especifica já na emenda 27/2000 e acrescenta o artigo 76 ao ato das disposições constitucionais transitórias instituindo a desvinculação de arrecadação de impostos e contribuições sociais da união. Também foca no principais assuntos sobre a questão da previdência social, fala sobre o perfil do assistente social e suas funções na área da previdência social, sugerindo um plano de ação.

Conforme dito anteriormente, a seguridade social é composta por três grandes sistemas de proteção social: Saúde, Assistência Social e Previdência Social. A Assistência Social é uma Política de Seguridade Social não contributiva que se realiza através de ações de iniciativa pública e da sociedade, garantindo atendimento às necessidades básicas da população que vive em situação precária. A previdência Social mantem-se como sistema contributivo, sendo que para conseguir benefícios futuros as pessoas terão que contribuir de forma direta à previdência Social. Para ter acesso à saúde e à assistência social não é preciso a contribuição direta para que as pessoas possam ser atendidas quando necessitarem, embora de forma indireta também contribuímos através de vários tipos de impostos.

HISTÓRIA E ORIGEM DO TERMO TRIBUTO

Em sua origem, o termo “tributo” foi utilizado para designar as contribuições em ouro, escravos, ou outras espécies, que nas guerras o povo vencido, em sinal de dependência, pagava ao vencedor.

Conforme a aulas e textos lidos, sabe-se que no período da pré-história, os homens viviam em tribos, moravam em cavernas e lutavam contra o frio, a fome e os grandes predadores. Viviam se mudando de um lugar para outro em busca dos meios para sua sobrevivência.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (26.3 Kb)  
Continuar por mais 15 páginas »