TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ATPS Desenvolvimento Econômico

Artigo: ATPS Desenvolvimento Econômico. Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  25/9/2013  •  6.153 Palavras (25 Páginas)  •  322 Visualizações

Página 1 de 25

RESUMO

O objetivo deste artigo é fazer uma comparação entre os países do BRICS e relatar sua influência no sistema da economia mundial. Para isso iremos comparar as diferentes opiniões sobre alguns autores indicados. Vamos também visualizar o cenário econômico regional e estudar os dados dos indicadores locais, e assim facilitar e ajudar na tomada de decisão de profissionais para o futuro econômico dentro do mercado de trabalho atual. As ferramentas utilizadas para a realização desse estudo foram fornecidas pela faculdade, indicadas através de sites, disponibilizando os textos que foram utilizados para as comparações de idéias e dos indicadores.

1. INTRODUÇÃO

BRICS é a sigla criada por economistas financeiros para designar os países que formam o agrupamento incorporado à política externa dos países Brasil, Rússia, Índia, China e mais recentemente África do Sul.

O BRICS está associado hoje à reorganização mundial, isso devido ao peso que os países que formam o grupo exercem na economia global. Isso ocorre por que esse agrupamento permite ter poder de igualdade, aos grupos distintos, no poder de compra.

No início a sigla representava apenas o agrupamento de quatro países que tinham algumas características em comum, mas não formavam uma estrutura, só a partir de 2006 passam a trabalhar coletivamente.

A idéia do BRICS foi formulada pelo economista Jim O’Niel em 2001. Antes formado apenas pelos quatro primeiros países, teve entre 2003 e 2007 um crescimento considerável, que representou 65% da expansão do PIB mundial, e foi a partir de 2010 que a África do Sul foi incorporada ao agrupamento, passando a representar, na época, em 18% da economia mundial.

Quando se fala sobre o BRICS devemos levar em consideração conceitos como PIB – Produto Interno Bruto, IDH – Índice de Desenvolvimento Humano, Desenvolvimento Econômico, assim como nos familiarizarmos com termos como igualdade e desigualdade, índices de concentração de renda e gráficos.

Para darmos continuidade a esse estudo é necessário, antes de tudo, termos um contato maior com estes conceitos e para isso detalhamos alguns dos mais utilizados, que veremos nas próximas considerações.

2. DESENVOLVIMENTO

2.1 Desenvolvimento Econômico Sobre o Ponto de Vista de Diversos Autores

Quando falamos sobre o BRICS, estamos falando diretamente sobre o Desenvolvimento Econômico, e para esse entendimento temos que tomar conhecimento de alguns conceitos sobre o Desenvolvimento.

Os indicadores que descreveremos a seguir são utilizados quando estamos falando sobre Desenvolvimento Econômico, Social e Crescimento Econômico.

É importante entendermos antes estes conceitos para começarmos a dissertar sobre o Desenvolvimento Econômico.

Quando falamos em PIB de um determinado país, estamos falando de um medidor de crescimento econômico.

PIB é a sigla de Produto Interno Bruto, que é a soma dos valores finais, sem considerar os intermediários, dos bens e serviços produzidos em uma determinada região, um país, por exemplo, em um determinado período, e é expressado em valores monetários, calculados através de uma fórmula.

O IDH é um índice de comparação entre países, significa Índice de Desenvolvimento Humano, ele mede o grau de desenvolvimento econômico em relação à qualidade de vida oferecida à população.

Neste índice são considerados educação, longevidade e o PIB per capta.

O IDH pode classificar os países como, pobre, em processo de desenvolvimento, emergentes e desenvolvidos.

O Índice de Gini é utilizado para mensurar a desigualdade de renda, foi criado por um estatístico italiano. É expressado por pontuação percentual. É utilizado em diversas áreas como, social e econômica. Pode ser usado para medir estatisticamente qualquer distribuição, mas é mais utilizado na desigualdade social.

Ele aponta a diferença de renda entre os mais pobre e os mais ricos.

A Curva de Lorenz apresenta de forma gráfica uma distribuição relativa, através de um eixo entre as abscissas e as ordenadas, apresenta uma curva entre a relação, foi desenvolvida para apresentar a distribuição de renda em uma sociedade.

Desenvolvimento Econômico, esta é a palavra de ordem da atualidade. É a busca de toda Nação, como o objetivo dos países que formam o BRICS.

Mas afinal o que significa este ‘estado de desenvolvimento’ que as Nações tanto querem chegar?

Segundo o Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon.

"Não há alternativas para a fundação de um mundo pacífico e justo além do desenvolvimento econômico e social. A base desenvolvimentista das Nações Unidas precisa ser firme se todo o Sistema da Organização quiser efetivamente cumprir sua nobre missão." [sic]

Quando uma Nação logra se afirmar como tal, na medida em que estabelece um Estado capaz de coordenar as ações de uma população, forma-se o Estado-Nação, e o desenvolvimento econômico torna-se realidade. É com este pensamento de Luiz Carlos Bresser Pereira que começamos a desenvolver a idéia principal para o Desenvolvimento Econômico.

Nos dias de hoje é inevitável um país não passar pelo desenvolvimento, faz parte do processo de progresso de uma Nação. Quando a renda real de um país aumenta em consequência ao aumento dos bens e serviços e há também um aumento na qualidade de vida de uma população, então temos um desenvolvimento econômico, isso acontece em âmbito mundial devido à globalização, por isso é inevitável que nos dias atuais exista ainda algum país que não esteja pelo menos em processo de desenvolvimento. Após o início do desenvolvimento econômico dificilmente o país regride, pois a tecnologia adquirida jamais será perdida.

O que podemos observar é que todo país passa por um processo até que chegue ao estado de desenvolvimento. Esse processo chega a ter um conceito histórico, como nos descreve Luiz Carlos Bresser Pereira.

Observamos também que todos os autores pesquisados concordam com o ponto de vista de Luiz Carlos, todos concordam em existir um conceito histórico onde o processo para o desenvolvimento necessariamente passará por uma Revolução Capitalista, e a competitividade passa a ser uma condição de sobrevivência para as empresas.

O desenvolvimento

...

Baixar como (para membros premium)  txt (40.9 Kb)  
Continuar por mais 24 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com