TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

As narrativas do antigo testamento seu emprego apropriado

Por:   •  23/4/2014  •  Artigo  •  777 Palavras (4 Páginas)  •  310 Visualizações

Página 1 de 4

AS NARRATIVAS DO ANTIGO TESTAMENTO SEU EMPREGO APROPRIADO

A Bíblia contém mais do tipo de literatura chamdo “narrativa” do que de qualquer outro tipo literário. À exemplo, mais de 40 por cento do Antigo Testamento é narrativa. A narrativa é o mais comum na Bíblia inteira.

A NATUREZA DAS NARRATIVAS

As narrativas são histórias. Mas é melhor as histórias serem chamadas de narrativas, para não confundir com “contos”. A Bíblia contém o que chamamos a história de Deus- uma história que é totalemente verídic, crucialmente importante, e frequentemente complexa.

As narrativas bíblicas nos trazem fatos do que aconteceu. O propósito delas é mostrar-nos Deus operando na Sua criação e entre Seu povo. Todas as narrativas tem um enredo, uma trama, e personagens.

Três Níveis de Narrativas

O nível superior é aquele do plano universal inteiro de Deus, elaborado através da Sua criação. Aspectos-chaves do enredo neste nível superior são: a própria criação inical; a queda da humanidade; o poder e a universalidade do pecado; a necessidade de redenção; e a encarnação e sacrifício de Cristo.

Nivel intermediário, aspectos chaves, centralizam Israel: a chamada de Abraão; o estabeleciemento da linhagem e Abraão através dos patriarcas; a escravidão de Israel no Egido; o livramento da servidão, opeado or Deus , e a conquista da terra prometida de Canaã; os pecados frequentes de Israel e sua deslealdade cada vez maior; a proteção paciente de Deus, que pleiteava com Seu povo; a destruição subsequente de Israel e depois de Judá; e a restauração do povo santo depois do exílio.

O Nível inferior. Aqui acham-se todas as centenas de narrativas individuais que perfazem os dois outros níveis: a narrativa de como os irmãos de José o vendem, a narrativa de como Gideção duvidou de Dues e O testou por meio da porção de lã, etc..

O QUE AS NARRATIVAS NÃO SÃO

As narrativas do Antigo testamento, não são apenas histórias de pessoas, mas sim a história de atuação de Deus para com elas. As narrativas bíblicas não são alegorias, ou histórias cheias de significados ocultos.

As narrativas do Antigo Testamento nem sempre ensinam de modo direto. Enfatizam a naturaeza e a revelação de Deus de maneiras especiais que porções jurídicas ou doutrinárias da Bíblia nunca podem, ao deixar dque vivamos vicariamente eventos e expreriências ao invés de simplesmente aprendermos acerca das questões envolvidas naqueles eventos e eperiências.

A cada narrativa ou episódio individual dentro de uma narrativa não possui necessariamente uma lição moral individual. As narrativas não podem ser interpretadas atomisticamente, como se cada declaração, cada evaento, cada descrição pudesse, independentemente dos demais, ter uma mensagem especial para o leitor.

Sendo assim, as narrativas são análogas às parábolas, sendo que a unidade inteira dá a mensagem, e não as partes individuais separadas.

EXEMPLOS DE INTERPRETAÇÃO DE NARRATIVAS

A narrativa de José

O narrador inspirado da história de José, não deixa dúvidas que Dues é o herói

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.1 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com