TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

"CidadesSustentáveis" Richard Rogers Philip Gumuchdjian

Por:   •  22/5/2014  •  898 Palavras (4 Páginas)  •  678 Visualizações

Página 1 de 4

ROGERS, Richard & GUMUCHDJIAN, Philip. Cidades Sustentáveis. In: ROGERS, Richard.Cidades para um pequeno planeta. Barcelona: Gustavo Gili, 2001.

RichardRogers estudou arquitetura naArchitecturalAssociation - SchoolofArchitecture na Inglaterra em 1959. Fez mestrado pela Yale SchoolofArchitectureno Estados Unidos em 1962. Por três anos faz parte do Comitê de Arquitetos da Organização das Nações Unidas. Em 1985 recebeu a medalha de ouro da RIBA (Royal Instituteof British Architects). Por dois anos foi vice-presidente da RIBA. Foi convidado pelo governo britânico a presidir a Força Tarefa Urbana, para identificar as causas do declínio urbano inglês e estabelecer uma visão segura, vital e de beleza para as cidades britânicas em 1998. Em 2006 recebeu o Prêmio Stirling pelo projeto do Terminal 4 do Aeroporto Barajas, em Madri. Em 2006 recebeu o Leão de Ouro, da Bienal de Veneza, pelo conjunto da sua obra. Em 2000 recebeu o PraemiumImperiale (Japão) pelo conjunto da sua obra. Recebeu o Prêmio Pritzker de Arquitetura em 2007.

Philip Gumuchdjianformadona Architectural Association no Royal College of Art, emLondres. Começou sua carreira no estúdio Richard Rogers, em 1980, onde trabalhou por 18 anos antes de se tornar diretor associado. Em 1998, ele montou sua própria empresa, GumuchdjianArchitects. O Centro Pompidou-Metz é a realização cumulação de dez anos de colaboração informal com Shigeru Ban, incluindo a construção do papel da floresta no KewGardens, de Londres.A empresa recebeu uma série de prêmios de arquitetura e, em particular, o Prêmio Nacional pelo RIBA (Royal Instituteof British Architects) de 2008, eo Stephen Lawrence Award em 2003 e 2010.Philip Gumuchdjian ensina arquitetura e urbanismo na escola de arquitetura de Bartlett UCL. Ele foi recentemente nomeado para sentar no comitê de prêmios RIBA.

O capítulo 2 Cidades Sustentáveis do livro Cidades para um pequeno planeta apresenta-se em um único texto sem subtítulos.

Os autores iniciam fazendo uma abordagem do grande contingente populacional presente nas cidades e como este número exorbitante prejudica o desenvolvimento das atividades urbanas, além de devastarem todos os recursos disponíveis, toda a poluição que o consumo dessa população gera e como esses grandes centros urbanos ainda apresentam uma paisagem obscura, onde uma parcela da população vive sem água tratada, energia e esgoto. Eles abordam ainda como as cidades deveriam e poderiam ser autossustentáveis com um metabolismo circular que minimizaria as novas entradas de energia com a reutilização das energias “perdidas”, maximizando assim a reciclagem, tendo em vista q nossos recursos são finitos e cada vez utilizamos mais e mais matéria prima e não temos um controle do “lixo” que ainda pode ser aproveitado proveniente dessa utilização, que acaba sendo descartado. Os autores consideram que para que consiga-se obter um modelo de cidade autossustentável deve-se primeiro compreender as relações entre cidadãos, serviços, políticas de transporte e geração de energia, bem como seu impacto total no maio ambiente local e numa esfera geográfica mais ampla, mas destacam que para isso é indispensável que tenha cidadãos motivados. Assim eles apresentam um modelo de “cidade densa” - “cidade compacta” a qual é planejada visando maior eficiência energética, menor consumo de recursos, consequentemente menor poluição. Para eles os edifícios de uso misto (residencial/comercial) são de grande interesse a fim de obter uma cidade sustentável, já que neles os moradores

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.9 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com