TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Contabilidade Internacional

Por:   •  1/6/2013  •  4.266 Palavras (18 Páginas)  •  565 Visualizações

Página 1 de 18

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬Introdução

1.1 – Caracterização do Problema de Pesquisa

Considerando a importância da contabilidade no contexto atual, no desenvolvimento econômico e social do país como também a tendência mundial da globalização dos mercados e das informações, surge a necessidade da padronização das informações contábeis como forma de assegurar a compreensão similar das informações financeiras prestadas aos quatro cantos do mundo. Conforme será visto, cada país possui características particulares refletidas em sua forma de contabilização e convergência das normas especificas para uma contabilidade padrão cujo desafio proposto a classe contábil é se adequar as grandes mudanças que vem ocorrendo no processo de convergência das leis 11.638 de 28 de Dezembro de 2007 e 11.941 de 27 de maio de 2009.

1.2 – Justificativa

O presente estudo justifica-se devido à importância do tema abordado repousar na necessidade saliente por informações padronizadas demandada por usuários de informações para fins de tomada de decisão e por estes estarem inseridos num contexto de negócios globalizados. Por tratar-se de um tema recente em nosso país, como ainda existem várias dúvidas quanto a convergência convém esclarecer as mudanças bem como destacar aquelas que mais exigiram do conhecimento da ciência contábil.

1.3 NORMATIZAÇÃO CONTÁBIL

Podemos caracterizar a Normatização Contábil como sendo um esforço que busca regulamentar as regras contábeis utilizadas atualmente em conformidade com padrões analisados e aprovados previamente tornando-as obrigatória no país, com o intuito de proporcionar maior clareza e facilidade de compreensão da leitura dos demonstrativos contábeis das empresas.

A contabilidade tende a seguir diferentes preceitos políticos, culturais e econômicos variando de acordo com as necessidades e doutrinas adotadas por cada país, muitas vezes entrando em conflito com as aplicadas pelos demais.

A prática da contabilidade possui aspectos relevantes diferentes de país para país, permitindo a sistematização de distintas categorias, classificando-se nos seguintes modelos contábeis:

a) Modelo Britânico: utilizado pelo Reino Unido, Hong Kong, Singapura, Índia e África do Sul, tem como objetivo a proteção ao investidor e credor sendo apoiada na doutrina medieval influenciado pelo Império Colonial e Revolução Industrial. Dentre as principais características podemos citar: as normas são emitidas por associações profissionais, rejeitando interferências governamentais, necessária a consolidação das demonstrações financeiras bem como a divulgação das principais políticas contábeis, prestígio do Auditor, grande relevo dado à noção de fluxo de caixa.

b) Modelo da Europa Latina: utilizado pela Itália, Espanha, Portugal, Bélgica, França, Equador e Brasil, apresenta influencias do Mercantilismo Francês, Código Napoleônico, Direito Codificado e pela legislação fiscal. Dentre as principais características podemos citar: o Estado é responsável pela elaboração de plano contábil ou exerce forte influência sobre o mesmo, as associações profissionais não emitem recomendações vinculadas pela classe, divulgações reduzidas e consolidações em regra não obrigatórias.

c) Modelo da Europa do Norte: aplicado pela Suíça, Alemanha, Noruega, Holanda, Finlândia, Dinamarca e Suécia, esse modelo é direcionado para a proteção da empresa apresentando diferenças entre as práticas dos diversos países:

d) Modelo dos EUA: utilizado pelos E.U.A., é ainda observado no México, Filipinas, Venezuela, Taiwan e Japão, foi a principio influenciado pelo Modelo Britânico, contudo consolidou-se em 1.929 com a quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, devido à necessidade de proteção ao investidor e restauração da credibilidade do mercado de ações. Dentre as principais características podemos citar: seus princípios contábeis são geralmente aceitos como referencial; elaboração de normas de auditoria geralmente aceitas e liderança na auditoria obrigatória; dispõe de máxima divulgação de informações contábeis e financeiras, sendo a consolidação um dos aspectos; intensificação das regulamentações governamentais a partir de 1929.

e) Modelo da União Soviética: aplicado pela Hungria, China Polônia, Bulgária e demais países que formavam a União Soviética, tem como objetivo principal informar sobre o momento em que a empresa atingiu as metas dos planos traçados, Dentre as principais características podemos citar: a utilização da normalização contábil estrita e apresentação de Demonstrações Contábeis com muitas contas

...

Baixar como (para membros premium)  txt (29.1 Kb)  
Continuar por mais 17 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com