TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Cultura E Ideologia: Dois Conceitos E Suas Definições

Por:   •  24/4/2014  •  645 Palavras (3 Páginas)  •  55.873 Visualizações

Página 1 de 3

Cultura e Ideologia:

Dois conceitos e suas definições

O emprego da palavra cultura, no cotidiano, é objeto de estudo de diversas ciências. Félix Guattari, pensados francês (1930-1992) reuniu os diferentes significados de "cultura" em três grupos: cultura - valor, cultura alma - coletiva e cultura - mercadoria.

Cultura - valor é o sentido mais antigo e aparece claramente na ideia de "cultivar o espirito". É o que permite estabelecer a diferença entre quem tem cultura e quem não tem ou determinar se o individuo pertence a um meio culto ou inculto, definindo um julgamento de valor sobre essa situação.

Cultura alma - coletiva é sinônimo de "civilização". Ele expressa a ideia de que todas as pessoas, grupos e povos têm cultura e identidade cultural. Nessa acepção, pode-se falar de cultura negra, cultura chinesa, cultura marginal, etc. Tal expressão presta-se assim aos mais diversos usos por aqueles que querem dar um sentido para a ação dos grupos aos quais pertencem, com a intenção de caracterizá-los ou identificá-los.

Cultura - mercadoria corresponde à "cultura de massa". Ele não comporta julgamento de valor, nem delimitação de um território especifico. Nessa concepção, cultura compreende bens ou equipamentos como os centros culturais, os cinemas, as bibliotecas e as pessoas que trabalham nesses estabelecimentos e conteúdos teóricos e ideológicos de produtos como filmes, livros e discos que estão a disposição de quem quer e pode comprá-los.

A ideia de cultura nasce da análise das sociedades antigas, mas o conceito de ideologia é um produto essencialmente moderno, pois antes da Idade Moderna as explicações da realidade eram dadas pelos mitos ou pelo pensamento religioso.

O termo ideologia foi utilizado inicialmente pelo francês Destutt Tracy(1754-1836). Tracy procurou elaborar uma explicação para os fenômenos sensíveis que interferem na formação das ideias, ou seja, a vontade, a razão, a percepção e a memória.

Um segundo sentido de ideologia, o de "ideia falsa" ou "ilusão", foi utilizado por Napoleão Bonaparte num discurso perante o Conselho de Estado, em 1812. Ele afirmou nesse discurso que seus adversários, que questionavam e perturbavam a sua ação governamental, eram apenas metafísicos, pois o que pensavam não tinha conexão com o que estava acontecendo na realidade, na historia.

A antropologia, como ciência, desenvolveu-se principalmente a partir do século XVIII com a expansão colonial europeia. Nossos territórios vinham sendo descobertos e ocupados pelas potencias europeias (principalmente a Inglaterra) e nossos povos (considerados primitivos, quando comparados com sociedade ocidental) eram contatados. Era preciso conhecer seus hábitos, costumes e valores, principalmente para

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.3 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com