TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

DETERMINAÇÃO DOS ÍNDICES FÍSICOS DOS SOLOS TEOR DE UMIDADE E PESO NATURAL DOS SOLOS

Artigos Científicos: DETERMINAÇÃO DOS ÍNDICES FÍSICOS DOS SOLOS TEOR DE UMIDADE E PESO NATURAL DOS SOLOS. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  15/10/2013  •  1.453 Palavras (6 Páginas)  •  2.928 Visualizações

Página 1 de 6

DETERMINAÇÃO DOS ÍNDICES FÍSICOS DOS SOLOS

TEOR DE UMIDADE E PESO NATURAL DOS SOLOS

Sorocaba/SP

2013

2

SUMÁRIO

1 OBJETIVOS DO ENSAIO ..................................................................... 3

2 MATERIAIS UTILIZADOS............................................................... 4 e 5

3 DESCRIÇÃO DOS ENSAIOS .......................................................... 6 e 7

4 ANÁLISE DOS RESULTADOS .............................................................. 8

5 RESULTADOS DOS ENSAIOS ..................................................... 9 à 11

6 CONCLUSÃO ...................................................................................... 12

BIBLIOGRAFIA

ANEXO

3

1-OBJETIVOS

O Referente relatório foi realizado em duas partes onde a 1° parte consiste em dois ensaios onde o primeiro é o da estufa e o segundo do fogareiro e tem como objetivo definir o teor de umidade de uma amostra de solo com a razão entre o peso da agua e o peso do solo.

A 2° parte do relatório consiste em determinar do peso específico do solo natural que também é dividido em duas partes o primeiro é o método da moldagem do corpo de prova cilíndrico e o segundo o método da balança hidrostática. Todas as obras de engenharia civil, de uma forma ou de outra, apoiam-se sobre o solo, e muitas delas, além disso, utilizam o próprio solo como elemento de construção. Portanto, a estabilidade o comportamento funcional da obra requer uma grande estudo do solo, pois um solo pode ser improprio para construção se haver alguma camada de argila abaixo ou mesmo um lençol freático, em alguns casos o valor gasto com fundação devido o solo ser ruim pode superar o previsto, assim não compensado realizar a abra naquele local.

4

2-MATERIAIS UTILIZADOS

1° PARTE: TEOR DE UMIDADE DOS SOLOS

1° ENSAIO: ESTUFA.

(1) 3 capsulas de alumínio (2) Estufa elétrica

(foto1)

(3) Balança (4) Dessecador de umidade

(5) Pinças metálicas

(foto2)

5

2° ENSAIO: FOGAREIRO

(1) 3 capsulas de alumínio(Foto1)

(2) Pinças metálicas (Foto2)

(3) Botijão de Gás (4) Balança

2° PARTE: PESO NATURAL DOS SOLOS

1° ENSAIO: Determinação do peso natural do solo através da balança hidrostática.

(1)Mesa para moldagem (2)Balança hidrostática. (3) Fio

(foto3)

2°ENSAIO: Determinação do peso natural do solo através da moldagem do corpo de prova.

(1) Mesa para moldagem (Foto3)

(2)Paquímetro

6

3- DESCRIÇÃO DOS ENSAIOS

1° Parte: teor de umidade

1º Ensaio estufa O procedimento para determinar o teor de umidade foi realizado da seguinte forma, foram separadas 3 amostras de solos em 3 cápsulas de alumínio, que foram previamente pesadas sem e com o solo e colocadas por 24 horas em uma estufa há uma temperatura entre 105 a 110°C. Após esse período as capsulas foram retiras da estufa e novamente pesadas, assim verificando e comparando com as pesagens anteriores calcula-se o teor de umidade de cada amostra, assim tira uma média dentre as três amostra, para obter o teor de umidade do solo .

2° Ensaio do fogareiro O Presente Ensaio não foi realizado pelo grupo por problemas técnicos, mas os dados de um ensaio foram fornecidos pela professora. Com base nas informações o procedimento segue algumas etapas. Foram separadas 3 amostras de solos em 3 cápsulas de alumínio, que foram previamente pesadas sem e com o solo, ai levadas para fogareiro, mexidas até que toda a água evapore. Após essa etapas as capsulas são pesadas novamente com o solo seco, assim por diferença, obtém-se a quantidade de água na amostra e com isso o teor de umidade e por fim, a massa da água na amostra original Pa=p1-p2(gf). Assim para poder calcular o teor de umidade W= (pa/ps)*100 (%).

2° PARTE: PESO ESPECÍICO NATURAL DO SOLO

1° Ensaio: moldagem do corpo de prova cilíndrico.

Consiste em modular um bloco de terra no formato de cilindro por meio de uma espátula de aço para que seja cotado com um paquímetro o diâmetro do topo do CP, o diâmetro do meio do CP e o diâmetro da base do CP, assim podendo tirar uma media do diâmetro, ainda com o paquímetro mede-se 3 vezes a altura do cilindro e também tira uma media da altura assim podendo calcular o

7

volume e aplicar a seguinte formula e obter o peso natural do solo.

2° Ensaio balança hidrostática.

Talhar manualmente a amostra de solo deixando-a com forma aproximada de uma esfera, com diâmetro não inferior a 3 cm, e com superfície regular, sem provocar a alteração da sua estrutura natural, preparando-se assim o corpo de prova esférico.

Determinar o peso do corpo de prova, amarrar o corpo de prova com ao fio e impermeabilizar a sua superfície, mergulhando-o na parafina, e determinar o peso do corpo de prova parafinado(peso do fio desprezivel). Após o resfriamento do corpo de prova parafinado, determinar o seu peso quando submerso em água, utilizando a balança hidrostática.

8

4-ANÁLISE DOS RESULTADOS

No experimento do fogareiro o peso final em umas das amostras de solo seca foi de 8,40g sendo que seu peso inicial úmida era de 9,08g uma diferença de 0,68g. O experimento foi feito com uma pequena quantidade de solo, obviamente, dando uma pequena diferença em gramas, pois, em porcentagem

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.5 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com