TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Dietas Hospitalares

Monografias: Dietas Hospitalares. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  20/6/2013  •  349 Palavras (2 Páginas)  •  1.753 Visualizações

Página 1 de 2

Dietas Hospitalares

São geralmente abreviadas por siglas, por exemplo : G (Geral), B (Branda) ou L (Livre).

Na ficha de identificação deve conter o nome do paciente, número do quarto, número do leito e tipo de dieta.

Os pacientes devem ter suas preferências alimentares preservadas mediante operacionalização do serviço e prescrição dietética.

As dietas servidas em hospitais podem ser classificadas de duas maneiras: Dietas de Rotina e Dietas Modificadas.

Dietas de Rotina

São dietas modificadas quanto à consistência dos alimentos e preparações que as compõem, tendo como objetivo principal facilitar o processo de mastigação, deglutição e digestão, sendo classificadas em cinco consistências diferenciadas.

Dieta Líquida Restrita

Características: Dieta composta por líquidos, isenta de resíduos como fibras alimentares, leite e derivados, exigindo o mínimo de trabalho digestivo.

Indicações: Pré-operatório, cirurgias de trato gastrointestinal, manter repouso gastrointestinal, evolução da dieta enteral para via oral.

Alimentos e preparações: Caldo de carnes e/ou legumes, chá, suco de frutas coado, gelatina, água de coco.

Observações: Todas as preparações devem ser liquidificadas e posteriormente coadas por pelo menos duas vezes.

Essa dieta apresenta baixíssimo valor calórico, geralmente não é bem tolerada pelos pacientes. O paciente não deve permanecer com essa dieta por mais de 48 horas.

O fracionamento deve ser de seis a oito horas por dia.

Dieta Líquida Completa

Característica: Nessa dieta é permitida a adição de leite e derivados, melhorando a aceitação do paciente e diversificando o cardápio com outros alimentos permitidos, além de o valor calórico ser aumentado em virtude de suplementos, farinácios e creme de leite serem permitidos.

Indicações: Pré e pós-operatório, manter repouso gastrointestinal, evoluindo da dieta enteral para via oral.

Alimentos e Preparações: Leite, mingau, iogurte, requeijão cremoso, flan, manjar, suplementos comerciais á base de leite, chá, sorvete em massa, sopas liquidificadas e coadas, sucos de frutas e vegetais coados, caldos de maneira geral (ex: feijão).

Observações: Todas as preparações devem ser liquidificadas e posteriormente coadas por pelo menos duas vezes.

Todas as preparações líquidas podem ser acrescidas de açúcar.

O fracionamento deve ser de seis a oito refeições por dia.

Dieta Leve

Característica: É uma dieta composta por sopa cujos alimentos são cortados, picados, desfiados e bem cozidos, para facilitar a mastigação e deglutição.

Indicações: Pacientes com dificuldades de mas

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com