TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E EDUCAÇÃO EM AMBIENTES NÃO ESCOLARES

Por:   •  25/9/2013  •  743 Palavras (3 Páginas)  •  2.174 Visualizações

Página 1 de 3

Educação Profissional e Educação em Ambientes não Escolares

ALESSANDRA SANTOS VENÂNCIO LOPES RA:281157

CAMILA DE OLIVEIRA SANTOS CORRÊA RA:267758

KELMA MISSILENE L. LIMA RA:267820

LILIANE GOMES DA COSTA RA:267590

TATIANE GOMES DA COSTA RA:267589

Atividade Prática Supervisionada (ATPS) entregue como requisito para conclusão da disciplina “Educação Escolar”, sob orientação do professor-tutor a distância Tatiane Heiffig Borges Bispo

SOBRADINHO

2013

A educação abrange um universo que extrapola a instituição escolar, esta socialmente entendida como responsável pela formação dos indivíduos, principalmente no que diz respeito ao acesso aos conhecimentos historicamente acumulados e sistematizados. Porém, para além das experiências educativas escolares, há aquelas que ocorrem fora dos muros da escola, e que podem ser denominadas como educação informal e educação não-formal.

Gohn (2008) afirma que até os anos 1980, a educação não-formal foi um campo de pouca importância no Brasil, no que tange às políticas públicas e também entre os educadores. A educação formal desenvolvida nas escolas (aparelhos escolares institucionalizados) esteve no centro das atenções.

A partir dos anos 1990, a educação não-formal ganha um grande destaque, graças às mudanças na economia, sociedade e mundo do trabalho. Os processos de aprendizagem em grupos são valorizados e os valores culturais que articulam as ações dos indivíduos ganham grande importância. “Passou-se ainda a falar de uma nova cultura organizacional que, em geral, exige a aprendizagem de habilidades extra-escolares”. (GOHN, 2008, p.92)

A educação não-formal não se submete a ordenamentos jurídicos do Estado, compreende toda atividade educativa organizada e sistemática que ocorre fora do sistema oficial de ensino, com o objetivo de facilitar determinados tipos de aprendizagem a grupos específicos da população.

Refere-se àquelas “atividades com caráter de intencionalidade, porém com baixo grau de estruturação e sistematização, implicando certamente relações pedagógicas, mas não formalizadas”. (LIBÂNEO, 2008, p. 89).

A Educação não formal é caracterizada principalmente por:

• Estar focada em quem aprende e não em quem ensina;

• Estar estruturada de baixo para cima, ou seja, forte influência dos participantes na definição do currículo a ser trabalhado;

• Flexibilidade;

• Ênfase na prática, fortemente relacionada com o contexto local dos participantes.

Definir o associativismo como um conjunto de iniciativas em prol de interesses comuns, é pouco, se nós observarmos o grande potencial de organização e fortalecimento da sociedade. O associativismo está presente nos mais diferentes lugares, ainda que involuntariamente, como a família, o ambiente de trabalho, escola etc. Diante desse quadro, é importante compreender o associativismo como uma oportunidade de fortalecimento humano através da troca de experiência pela convivência organizada entre as pessoas, podendo proporcionar a transformação da sociedade e melhoria da própria existência humana, resultando

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com