TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ESOIS DESAFIOS DO PROGRAMA LER E ESCREVER: A APRENDIZAGEM DE ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS E A ELABORAÇÃO DE CRITÉRIOS COMUNS DE AVALIAÇÃO PARA TODOS OS ALUNOS

Por:   •  29/12/2014  •  2.580 Palavras (11 Páginas)  •  348 Visualizações

Página 1 de 11

DOIS DESAFIOS DO PROGRAMA LER E ESCREVER: A APRENDIZAGEM DE ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS E A ELABORAÇÃO DE CRITÉRIOS COMUNS DE AVALIAÇÃO PARA TODOS OS ALUNOS

Existe uma estória que foi construída em torno da dor da

diferença: a criança que se sente não bem igual às outras,

por alguma marca no seu corpo, na maneira de ser...

Esta, eu bem sei, é estória para ser contada também para

os pais. Eles também sentem a dor dentro dos olhos. Alguns

dos diálogos foram tirados da vida real.

Ela lida com algo que dói muito: não é a diferença, em si

mesma, mas o ar de espanto que a criança percebe nos

olhos dos outros [...]

O medo dos olhos dos outros é sentimento universal.

Todos gostaríamos de olhos mansos...

A diferença não é resolvida de forma triunfante, como na

estória do Patinho Feio.

O que muda não é a diferença.

São os olhos...

RUBEM ALVES, 1987 (Como nasceu a alegria. São Paulo: Editora Paulinas, 1987)

JUSTIFICATIVA

O presente Projeto Especial de Ação está fundamentado em dois Programas da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo:

a) O Programa Ler e Escrever - Prioridade na Escola Municipal, instituído em 26 de setembro de 2005, através da Portaria SME nº 6328/05, tem como principal objetivo desenvolver projetos que visam a reverter o quadro de fracasso escolar ocasionado pelo analfabetismo e pela alfabetização precária dos alunos do ensino fundamental e médio da Rede Municipal de Ensino.

b) O Programa Inclui, instituído em 14 de setembro de 2010, através do Decreto SME nº 51.778/10, destina-se ao atendimento dos alunos da Rede Municipal de Ensino que apresentem quadros de deficiência, transtornos globais do desenvolvimento – TGD e altas habilidades/superdotação na perspectiva da construção e consolidação de um sistema educacional inclusivo.

O grande desafio de nossa escola é elaborar e desenvolver um Projeto de Formação para os professores e para a equipe escolar como um todo que consiga articular o Programa Ler e Escrever e o Programa Inclui.

A partir do contexto do parágrafo anterior, os professores e a coordenação pedagógica optaram por construir um Projeto Especial de Ação que contemplasse dois temas de estudo: a inclusão dos alunos com necessidades educacionais especiais, com foco na deficiência intelectual e os critérios internos de avaliação do aprendizado dos alunos da escola. Esses dois temas precisam ser estudados com a máxima urgência, porque temos percebido que grande parte dos profissionais de educação encontra dificuldades em elaborar situações de aprendizagem adequadas para os alunos com necessidades educacionais especiais e que, concomitantemente a essa demanda, também apontam dificuldades em relação aos critérios internos de avaliação do aprendizado dos alunos da EMEF Artur Neiva.

Este Projeto Especial de Ação que busca articular os dois referidos temas se mostra necessário para o estudo coletivo dos profissionais de educação da EMEF Artur Neiva porque visa a contribuir para a construção da aprendizagem significativa para todos os alunos da unidade escolar, tendo como base o Programa Ler e Escrever.

Os temas da inclusão e da avaliação ora se articulam e ora apresentam demandas de estudo sobre suas especificidades, que os colocam em patamares que pedem uma atenção diferenciada. Diante disso, começaremos o PEA estudando as especificidades do tema da inclusão, com ênfase na deficiência intelectual. Num segundo momento, trataremos com exclusividade da avaliação tendo em vista o aprendizado de todos os alunos. Finalmente, articularemos os dois temas e debruçaremos nossa atenção ao estudo da avaliação articulada à questão da deficiência intelectual, com destaque para o estudo do RAADI (Referencial de Avaliação da Aprendizagem da Deficiência Intelectual).

As questões que orientam nosso Projeto Especial de Ação são:

a) Como atender com qualidade os alunos com necessidades educacionais especiais dentro do Programa Ler e Escrever no contexto da sala de aula regular?

b) Como elaborar critérios internos de avaliação do aprendizado do aluno que sejam utilizados por todos os

...

Baixar como (para membros premium)  txt (19.1 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com