TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Envie Presentes Para Estes Membros

Por:   •  23/8/2012  •  904 Palavras (4 Páginas)  •  600 Visualizações

Página 1 de 4

TRABALHO DE MATEMÁTICA

Movimentos Periódicos

INTRODUÇÃO:

Para haver dia e noite e estações do ano é necessário movimento, neste caso,

movimento do planeta Terra em torno do sol e sobre si mesmo.

Porém, antes da Idade Média estes fenómenos eram explicados a partir de

um modelo, o modelo geocêntrico que considerava que a Terra se encontrava parada

e que o Sol e os outros planetas movimentam-se em torno desta, ou seja, a Terra

encontrava-se no centro do Universo.

Depois da Idade Média foi criado um novo modelo que explicou melhor esses

fenómenos, o modelo heliocêntrico que considerava que o Sol se encontrava no

centro do Universo e que os planetas, incluindo a Terra, giravam em torno dele. O Poder do Sol

Que a Terra gira à volta do sol, e não o contrário, é uma verdade que não foi

aceite até ao século XVII. Só então se percebeu porque temos estações do ano.

As estações do ano resultam da inclinação do eixo da Terra em relação à

eclíptica (curva descrita pelo Sol no seu movimento aparente ao longo do ano). As

diversas regiões da terra variam de inclinação em relação ao plano do Sol ao longo

do ano e os raios do Sol incidem nas diversas partes com ângulos diferentes,

dividindo-a em zonas climáticas diferentes. É no verão que os dias são mais longos e

no Inverno são mais curtos.

O poder dos raios solares é grande e influencia as condições de vida na Terra. A

altura que o Sol atinge ao longo do ano e a inclinação dos seus raios determina

alterações sentidas por todos:

1- O Sol está mais alto acima do horizonte e os seus raios incidem em cheio no solo

e o calor é máximo.

2- O Sol está mais baixo e a obliquidade dos seus raios faz com que o calor se

espalha por uma área maior.

É por causa destas diferenças que temos tempo quente e frio, lugares quentes e

frios. A Terra no Espaço

A terra anda em órbita à volta do Sol, uma órbita semelhante a uma roda um

pouco achatada, de facto, numa orbita elíptica.

A distância média da Terra ao Sol é de 150 milhões de quilómetros. Durante o

verão a Terra afasta-se cerca de 4 milhões de quilómetros; durante o Inverno,

aproxima-se de uma distância igual. Mas esses 4 milhões de quilómetros não são

grande diferença em 150 milhões.

Durante a sua longa viagem à volta do Sol, a Terra encontra-se em dois

momentos distintos do ano, no ponto mais afastado, chamado afélio, e no ponto mais

próximo, chamado de periélio.

Na figura podemos observar o Hemisfério Sul (chamado Meridional ou

Austral) tem uma superfície maior iluminado pelo Sol e o Hemisfério Norte

(também chamado Hemisfério Sentrional ou Boreal) tem uma superfície mais

pequena iluminada pelo Sol. Estamos em pleno período estival no Hemisfério Sul e

de invernia no Hemisfério Norte.

É devido ao movimento de translação da Terra em torno do Dol e da

inclinação

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.9 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com