TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Estudos Disciplinares UNIP

Por:   •  16/10/2014  •  720 Palavras (3 Páginas)  •  913 Visualizações

Página 1 de 3

Em princípio, o ERP, o CRM e o EIS têm em comum o fato de serem sistemas voltados para uso em organizações, porém suas

finalidades e formas de trabalho são diferentes.

5.1. ERP – ENTERPRISE RESOURCE PLANNING

O ERP – Enterprise Resource Planning é um conj unto de soluções que possibilita o planej amento e acompanhamento

financeiro, logístico e produtiv o de uma empresa, de forma integrada e interativ a.

Esse sistema de planejamento computacional surgiu como uma evolução do MRP – Marketing Resource Planning (Planejamento de

Recursos de Materiais) e do MRP II. Também é conhecido como Pacote Integrado de Gestão Empresarial ou Software de Gestão

Empresarial.

O ERP tem o foco em produtividade com a integração com a cadeia de suprimentos (supply chain) automação de vendas e

relacionamento com o cliente (CRM).

Segundo a Deloide Consulting, as dez principais descobertas no ERP foram:

1. “GO LIVE” – significa a fase de implementação do ERP. Depois de concluída, passa para a fase de otimização de processos

em que algumas empresas deixaram de implantar o ERP, mas não é o fim dele;

2. ERP traz benefícios estratégicos e táticos significativos;

3. ERP traz benefícios inesperados;

4. O “GO LIVE” provoca uma queda de desempenho temporária, que já é prevista;

5. Há três estágios após a entrada em produção: estabilização, aperfeiçoamento e transformação;

6. O ERP permite decisões melhores e mais rápidas;

7. O ERP funciona como espinha dorsal para novas funcionalidades;

8. O foco das preocupações muda após a entrada em produção;

9. Um projeto de ERP é principalmente um projeto de pessoas;

10. Empresas bem sucedidas aceleram, maximizam e mantêm os benefícios do ERP.

Para termos uma idéia do ERP, ele gerencia: contas a pagar, contas a receber, ativos fixos, gestão de recursos disponíveis, controle

de custos, cria cronogramas de produção, automatiza a entrada e o processamento de pedidos, gerencia estoques, monitora custos de

projetos, administra acordos, administra contratos e garantias com clientes, etc. Algumas empresas que fabricam software de ERP são:

SAP, Baan, Peoplesoft, Oracle, J.D.Edwards, IFS, TOTVS, Datasul, SIM (empresas públicas) etc.

As organizações não podem mais responder às mudanças de mercado usando sistemas de

informação não-integrados, baseados em processamento em lote, modelos de dados conflitantes e

tecnologia obsoleta. Como resultado, muitas empresas estão optando pelo software de planejamento

de recursos corporativos ou empresariais (ERP – Enterprise Resource Planning). Trata-se de um

conjunto de programas integrados que gerencia as operações vitais de uma empresa, uma corporação

nacional ou multinacional. Embora o escopo de um sistema ERP possa variar de fornecedor para

fornecedor, a maioria fornece software integrado que provê suporte à produção e às finanças. Além

de atender a estes processos centrais, alguns sistemas ERP também podem oferecer soluções para

funções corporativas vitais, tais como recursos humanos, produção, vendas, finanças e logística.

Assim, surge o dilema “comprar ou fazer”? Essa é uma decisão difícil para qualquer CIO.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com