TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Gestor Escolar E As Novas Tecnologias

Por:   •  13/10/2014  •  1.846 Palavras (8 Páginas)  •  399 Visualizações

Página 1 de 8

O Gestor Escolar e as Novas Tecnologias

Em nosso meio pensamos por tecnologias em computadores, vídeo, softwares e internet. Mas esquecemos de lembrar que as tecnologias são os meios, os apoios, as ferramentas que são utilizadas para que os alunos aprendam. A forma de como os alunos são organizados em outros espaços também é tecnologia.

Os educadores ainda sentem medo em desenvolver atividades com a tecnologia. Na sociedade atual a tecnologia se desenvolveu com muita rapidez, causando na escola uma desconfiança em sua incorporação. A infraestrutura nas escolas públicas faz com que os equipamentos fiquem trancados sem uso. Mas é necessária também a capacitação dos docentes e gestores para a qualificação no uso das novas tecnologias, para que eles possam incentivar a tecnologia administrativa e pedagógica na escola.

O principal objetivo da implantação das novas tecnologias nas escolas é para a originar-se um novo pedagogicamente importante, que não se pode realizar de outras maneiras. A escola deve passar a ser um lugar mais interessante para o aluno, que prepararia ele para o futuro; tornando-o um usuário independente da informação, capaz de utilizar várias fontes de informação e meios de comunicação.

Os passos para a implantação da tecnologia no ambiente escolar são:

O primeiro passo para a implantação das tecnologias na escola é garantir o acesso para que as mesmas cheguem a escola, e que estejam fisicamente presentes e que professores, alunos e comunidade possam estar conectados.

O segundo passo é o domínio técnico. O professor precisa de um computador a sua disposição para adquirir a prática e domina-lo.

O terceiro passo é o domínio pedagógico e gerencial com as tecnologias, para facilitar o processo de aprendizagem.

A formação continuada ganha progressiva importância, como sinal de que o aprendizado deve assumir caráter permanente e dinâmico na vida dos profissionais de qualquer organização humana. A formação passa a ser vista como um instrumento fundamental para o desenvolvimento de competências, envolvendo valores, conhecimentos e habilidades para lidar com as mudanças aceleradas, com contextos complexos, diversos e desiguais, para aprender a compartilhar decisões, lidar com processor de participação e adaptar-se permanentemente às novas circunstancias e demandas institucionais (MACHADO, 1999)

De acordo com os estudos da matéria Tecnologias da Educação: Pensar os objetivos educacionais na sociedade contemporânea exige refletir sobre os desafios da escola na formação de cidadãos críticos e participativos para serem inseridos na vida política e produtiva da sociedade. Sendo assim, a transformação da sociedade influi na educação, nas escolas, no trabalho e no trabalho dos professores. Faz se necessária a adoção de novas metodologias de ensino. Nesse sentido a adoção de novas tecnologias envolve a aplicação das TICs. Estas têm grande influencia na sociedade contemporânea.

Estudando o Currículo escolar e os Fundamentos da Gestão Educacional podemos afirmar que: Gestão da educação é um termo que, historicamente, vem se afirmando no âmbito da administração da educação. É empregado para exprimir a responsabilidade pela direção e pela garantia de qualidade da educação e do processo educacional em todos os níveis de ensino e da escola. Relaciona-se com a atividade de impulsionar uma organização a atingir seus objetivos, cumprir sua missão, desempenhar seu papel. Ela acontece e se desenvolve em todos os âmbitos da escola, se realiza a cada momento da vida escolar e traz, no seu bojo, propostas de melhoria da qualidade do ensino, oferecido via autonomia administrativa, pedagógica e financeira da escola e fortalecimento das normas coletivas de definição de um projeto pedagógico capaz de conferir identidade própria ao estabelecimento de ensino.

Integrada a essa ideia, e na de uma sociedade democrática, a Lei de Diretrizes e Bases, Lei nº 9.394/96, redireciona as formas de organização e gestão, os padrões de financiamento, a estrutura curricular, requerendo, entre outros, a implementação de processos de participação e gestão democrática nas unidades escolares públicas. Assim, baseada na lei e para que essa se efetive, entende-se por gestão democrática a garantia de mecanismos e condições para que espaços de participação e descentralização do poder ocorram, envolvendo a participação da comunidade escolar e local.

A gestão democrática se desenvolve e se realiza por meio da efetiva participação comprometida de todos: pais, professores, funcionários, alunos. Ela constrói-se coletivamente e, por isso, aos poucos. Exige o cultivo da cultura

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.6 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com