TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Lista 3 Exercícios Economia Empresarial - MBA Gestão Empresarial, FGV

Ensaios: Lista 3 Exercícios Economia Empresarial - MBA Gestão Empresarial, FGV. Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  20/10/2013  •  600 Palavras (3 Páginas)  •  2.706 Visualizações

Página 1 de 3

1- Curva de Phillips

A curva de Phillips é resultante da correlação entre taxa de inflação e desemprego. A curva tem perfil decrescente e parte do pressuposto que a relação entre taxa de desemprego e inflação são inversamente proporcionais. Ou seja, à medida que aumenta a demanda agregada, aumenta também a tensão sobre os preços e estes começam a subir, enquanto que o desemprego diminui.

A princípio, a curva aparentemente se apresenta como uma alternativa aos governos: é a possibilidade de escolher entre uma inflação baixa com desemprego alto ou inflação alta e desemprego baixo.

Observou-se, porém, que a curva de Phillips só estabelece uma relação válida no curto prazo, já que no longo prazo os salários nominais acabam aumentando para compensar a alta dos preços. O custo do trabalho, inicialmente baixo, se eleva e pode provocar a dispensa do funcionário.

2- Crescimento econômico:

Taxa de desemprego baixa, apesar do baixo crescimento econômico pode ser explicada pelo crescimento de ocupação no setor de serviços, somada à retenção do emprego no setor industrial.

Houve uma mudança na economia brasileira com incremento no setor de serviços – que também não sobre competição com serviços “internacionais”, a exemplo de bens e produtos, principalmente o setor de serviços com menor exigência de capital por unidade de emprego gerada. São segmentos intensivos de mão de obra que não demandam alta qualificação. Ou seja, o setor de serviços, hoje, tem atraído grande parte da mão de obra.

Além disso, apesar da crise, se verifica retenção do emprego na indústria, que pode ser explicado pelos altos custos demissionais e admissionais, inclusas despesas com treinamento.

Outro fator que pode explicar os baixos níveis de desemprego, apesar da inflação é a taxa de evolução da PEA, que vem apresentando perfil de crescimento bem lento. Um dos fatores é o baixo crescimento da PIA, base da PEA, devido à baixa natalidade e ao envelhecimento da população. A demora do jovem em ingressar no mercado de trabalho (busca por qualificações) também influencia na lentidão do avanço PEA. Portanto, oferta de mão de obra cresce menos que a sua demanda, mesmo com os sinais claros de crise e desaceleramento do setor industrial.

3. Definição moeda. Principais agregados monetários.

Moeda: conjunto de ativos em uma economia que as pessoas usam regularmente para adquirir bens e serviços de outras pessoas. A moeda é o intermediário das trocas entre as pessoas e evita a necessidade da dupla coincidência de desejos.

Agregados monetários:

- M1: passivos de liquidez imediata – papel moeda em poder do público e depósitos à vista.

- M2: engloga o M1, mais os depósitos para investimento (poupança) e emissões de alta liquidez, títulos privados de câmbio e letras hipotecárias

- M3: M2+ quotas de fundos de renda fixa e posição líquida dos títulos registrados na Selic.

- M4: M3 + títulos federais Selic + títulos estaduais e municipais.

4- Base monetária e meios de pagamento

A base monetária é sempre menor

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com