TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O DESENVOLVIMETO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE: UM PROCESSO INCLUSO OU EXCLUDENTE?

Projeto de pesquisa: O DESENVOLVIMETO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE: UM PROCESSO INCLUSO OU EXCLUDENTE?. Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  25/4/2013  •  Projeto de pesquisa  •  3.306 Palavras (14 Páginas)  •  336 Visualizações

Página 1 de 14

O DESENVOLVIMETO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE: UM PROCESSO INCLUSO OU EXCLUDENTE?

JAQUELINE SANTOS

Trabalho apresentado ao Curso (Serviço Social) 2ª Semestre da UNOPAR – Universidade Norte do Paraná, para a disciplina de Atividade Interdisciplinar.

Profª Tatiana

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO.........................................................................................................3

2. O QUE É O SUS?....................................................................................................4

2.1 Desenvolvimento sistema único de saúde um processo incluso ou excludente...................................................................................................................5

3. POLITICAS DE SAUDE FUNDAMENTOS E DIRETRIZES DO SUS.....................6

4. COMO ESTA SAUDE NO BRASIL HOJE?............................................................7

4.1 Saúde no Brasil divide pobres e ricos segundo IBGE..........................................8

4.2 Mas nem tudo é ruim no nosso SUS.....................................................................9

5.O BRASIL DANDO EXEMPLO .............................................................................10

5.1 O que falta para melhorar....................................................................................10

5.2 Uma luz no fim do túnel.......................................................................................11

7. CONCLUSÃO.......................................................................................................12

REFERENCIAS.........................................................................................................13

1 INTRODUÇÃO

Neste trabalho, examinamos a organização, o desenvolvimento histórico e o estado atual do sistema de saúde brasileiro. Revisamos estudos publicados e analisamos dados originais provenientes de fontes oficiais, para apresentar uma visão ampla do sistema de saúde brasileiro e descrever seus desafios futuros. O Brasil seu sistema político e composto por diversos partidos e três níveis autônomos de governo – governo federal, 26 estados, um distrito federal e 5.563 municípios, no século xx, o Brasil passou por um intenso período de industrialização, concomitante a instabilidade política, golpes militares e governos autoritários, com breves períodos democráticos. Os últimos 25 anos representaram o mais longo período democrático no país, a reforma sanitária brasileira foi impulsionada pela sociedade civil, e não pelo governo, por partidos políticos ou por organizações internacionais. O sistema único de saúde (SUS), instituído pela constituição de 1988, baseia-se no principio da saúde como um direito do cidadão é um dever do estado. O sistema de saúde brasileiro e financiado por meio de impostos gerais, contribuições sociais (impostos para programas sociais específicos), desembolso direto e gastos dos empregadores com saúde. O financiamento do SUS tem como fontes as receitas estatais e de contribuições sociais dos orçamentos federal, estadual e municipal. As demais fontes de financiamento são privadas gastos por desembolso direto e aqueles Realizados por empregadores. O financiamento do SUS não tem sido suficiente para assegurar recursos financeiros adequados ou estáveis para o sistema publico.

2 O QUE É O SUS?

O SUS pode ser entendido, em primeiro lugar, como uma “Política de Estado”, materialização de uma decisão adotada pelo Congresso Nacional, em 1988, na chamada Constituição cidadã, de considerar a Saúde como um “Direito de Cidadania e um dever do Estado”. Esse processo se por um lado resultou da ampla mobilização de um conjunto de forças sociais em torno do movimento pela RSB, revela a aproximação do nosso marco jurídico aos princípios do chamado Estado de Bem-Estar-social (Welfarestate), contraposto à perspectiva liberal e neoliberal, que defende a redução do papel do Estado na garantia das condições de vida (e saúde) da população brasileira.

É preciso, portanto, entender o significado disso, em uma sociedade capitalista e periférica, como a brasileira, na qual vicejam distintas concepções acerca do Estado, da Política, em suma, da natureza das relações entre público e privado, e mais contemporaneamente, das relações entre estatal- público privado. Nesse sentido, o SUS é um projeto que assume e consagra os princípios da Universalidade, Equidade e Integralidade da atenção à saúde da população brasileira, o que implica conceber como “imagem-objetivo” de um processo de reforma do sistema de saúde “herdado” do período anterior, um “sistema de saúde” capaz de garantir o acesso universal da população a bens e serviços que garantam sua saúde e bem-estar, de forma equitativa e integral. Ademais, se acrescenta aos chamados “princípios finalísticos”, que dizem respeito à natureza do sistema que se pretende conformar, os chamados “princípios estratégicos”, que dizem respeito à diretrizes políticas, organizativas e operacionais, que apontam “como” deve vir a ser construído o“ sistema” que se quer conformar,institucionalizar. Tais princípios, são, como vocês sabem, a Descentralização, a Regionalização, a Hierarquização e a Participação social.

.

2. 1 DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA O PÚBLICO DE SAÚDE: UM PROCESSO INCLUSIVO OU EXCLUDENTE?

Enquanto a sociedade brasileira esteve dominada por uma economia agroexportadora, assentada na monocultura cafeeira, era exigido do sistema de saúde

...

Baixar como (para membros premium)  txt (22.5 Kb)  
Continuar por mais 13 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com