TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O MODELO INDENIZATÓRIA

Por:   •  9/2/2019  •  Monografia  •  3.390 Palavras (14 Páginas)  •  15 Visualizações

Página 1 de 14

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DA CAPITAL – RJ.

[pic 1]

LEONARDO PORTO SOUZA, brasileiro, casado, vendedor, residente e domiciliado à Adalberto de Moraes n. 290, casa 94, Outeiro das Pedras, Itaboraí-RJ, CEP: 24.800.000, portador da carteira de identidade n.º 09662057-0, expedida pelo IFP/RJ, inscrito no CPF/MF sob o n.º 070.755.037-82, por meio de seus advogados, ut mandato, vem, mui respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, com fulcro no art. 5o, incisos V e X da CRFB/88, arts. 6º, 14 do Código de Defesa e Proteção do Consumidor, para propor a presente

AÇÃO DE REPETIÇÃO DE INDÉBITO

Em face de BANCO BRADESCO S.A., estabelecida à Avenida Rio Branco n. 131, Centro, Rio de Janeiro-RJ, CEP; 20040-006, onde deverá ser citada, ipso facto et iure que adiante passa a expor:

DOS FATOS:

A parte Autora é cliente da empresa Ré por decorrência da conta corrente n. 0571537-7, agência 2055, onde recebe os proventos pagos pelo empregador.

Considerando a aludida conta corrente, celebrou um contrato com o Réu consistente em um “Seguro de Vida” denominado “seguro de vida premiável” pagando a quantia de R$ 59,50 mensais, debitado todo dia 30.

Ocorre que em 02.04.08 pela dificuldade que estava passando requereu o cancelamento do seguro e o resgate parcial do valor, considerando as disposições contratuais que previam que teria direito a percepção de um percentual em caso de cancelamento.

Logo diante deste requerimento passou a diligenciar diariamente a agência para obter esclarecimento de quando teria depositado o valor em sua conta corrente, obtendo com resposta que deveria aguardar a respostar do setor de análise.

Tendo diligenciado inúmeras vezes ao local, o preposto da Ré resolveu adiantar o valor de R$ 350,00, considerando a demora do setor responsável.

Malgrado tal requerimento de cancelamento e o adiantamento realizado pela preposta a empresa Ré continuou efetuando os descontos em sua conta corrente, pois no mês de Maio/08 lançou o débito indesejado. Outra atitude não poderia ser da parte Autora senão aquela de novamente retornar á agência para formalizar sua reclamação acerca da continuidade dos lançamentos.  

Depois desta reclamação não obteve resultado e da demora para pagamento da quantia que lhe seria devida e débitos indevidos em sua conta que recebe seus proventos, por entender que teve seu direito deveras lesado pela parte Ré, recorre ao Poder Judiciário para que possa reavivá-lo.

DOS FUNDAMENTOS JURÍDICOS:

Ex vi Lex Legum, e respectiva legislação aplicável ao caso dos autos é incontestável o dever da parte Ré em reparar o dano causado a parte Autora pelos seus atos, uma vez que existe entre os danos sofridos e o fato ocorrido, um liame que se coaduna entre si (nexo de causalidade), pois não resta a menor dúvida que requerendo o cancelamento do contrato por dificuldades financeiras e a fim de evitar débitos em conta corrente, jamais poderia a empresa Ré demorar a pagar o percentual devido decorrente do cancelamento, e ainda, realizar débitos automáticos ulteriores em sua conta, exsurgindo, assim, a eclosão do dever de reparar os danos causados, consoante aos preceitos legais, in verbis:

“Art.5º (...)

V – é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou a imagem;

(...)

X – São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito de indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.”

(art. 5º, incisos V e X da Constituição da República Federativa do Brasil).

Art. 186. Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (22.9 Kb)   pdf (374.2 Kb)   docx (93.9 Kb)  
Continuar por mais 13 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com