TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Psicologia Forense

Por:   •  28/9/2013  •  359 Palavras (2 Páginas)  •  440 Visualizações

Página 1 de 2

1ª – Resumidamente fale sobre as contribuições da Psicologia para o Direito Civil.

É de grande importância relacionar o Direito – especialmente o Civil – com a Psicologia. Isso porque ela vai levar em consideração os fatores emocionais e outros aspectos psicológicos que afetam os envolvidos nos conflitos, facilitando maior compreensão da personalidade das pessoas envolvidas no contexto. Tais aspectos, por sua vez, detém considerável relevância, uma vez que eles podem acabar sendo determinantes para a tomada de decisões. A Psicologia ainda age em outros fatores dentro do Direito Civil:

• Apoio técnico, ou seja, auxiliando algum paciente, quando busca espontaneamente apoio e através de algum psicodiagnóstico realizado pelo profissional da área e acaba oferecendo apoio necessário e bom acompanhamento psicológico;

• Outro fator é a perícia jurídica, que tem a função de auxiliar o Juiz em algum processo judicial, fornecendo laudo pericial e encaminhado ao Juiz competente;

• Formação e rompimento familiar;

• Paternidade e reconhecimento de filhos;

• Interdições e;

• Adoção.

2ª - Fale sobre as contribuições da Psicologia Forense para o Direito Penal.

A Psicologia Forense é também de suma importância para o Direito Penal, pois, pesquisa a fundo os processos psíquicos do homem delinquente e qual o motivo o levou a delinquir, aborda processos psicopatológicos da conduta delituosa, apresenta-se ainda como psicologia social ao investigar os aspectos interpessoais do delito, traça os vários tipos de delinquentes e auxilia no amparo a menores infratores da lei.

Após realizar um psicodiagnóstico em algum delinquente, e encaminhando um laudo para o Juiz, e comprovando sua inimputabilidade ou semi-inimputabilidade, o infrator é encaminhado para um Manicômio, e sendo internado num período de um à três anos, e só podendo retornar ao convívio social, após uma reavaliação psicológica e o profissional atestar sua conduta apta para a sociedade.

Contudo, a Psicologia em geral trata também:

• A possibilidade de descobrir falso testemunho e a autoridade dos delitos;

• Colabora na formação da convicção do Juiz sobre a veracidade ou falsidade do depoimento do delinquente;

• Analisa documentos e fatos em função da personalidade de seus autores e da idade, do sexo e do estado de saúde dos mesmos;

• Indaga as motivações psicológicas das decisões judiciais etc.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.4 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com