TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Recreação E Lazer

Por:   •  29/9/2013  •  2.639 Palavras (11 Páginas)  •  277 Visualizações

Página 1 de 11

Nos dias atuais, é cada vez mais crescente a possibilidade de formação e de

atuação profissional no âmbito do lazer. já vem acontecendo em alguns cursos de graduação, tais como Educação Física.

15

Na área da Educação Física o foco central deste estudo, o debate sobre a formação

de profissionais para atuar no campo do lazer carece de maiores estudos, já que a cada dia

esse tema vem ampliando a sua inserção dentro dos currículos desses cursos. Além disso, o

mercado de trabalho no campo do lazer tem possibilitado uma significativa participação de

profissionais da Educação Física para a realização de trabalhos.

Objetivando discutir as relações entre currículo, Educação Física, recreação e

lazer, este capÍtulo será dividido em três partes inter-relacionadas. Na primeira parte, o foco

central de análise diz respeito às teorias do currículo, considerando as diferentes perspectivas

de compreensão desse objeto e buscando salientar, por fim, a concepção de currículo aqui

adotada. Na terceira parte, discuto a construção do conhecimento no campo da

recreação e do lazer especificamente na área da Educação Física. voltando a discussão para as

ações e projetos que são desenvolvidos no âmbito da formação profissionaL

1.1. Compreendendo as Teorias sobre Currículo

Com o objetivo de contribuir com a compreensão sobre os currículos dos cursos

de graduação em Educação Física. inicialmente gostaria de apontar algumas considerações

sobre a área de estudos do currículo, centrando a discussão nas chamadas teorias críticas e

pós-críticas, a partir da contribuição de autores como APPLE ( 1981). Em termos gerais, identifiquei três formas de conceber o currículo e a teoria

curricular: a primeira está associada a uma perspectiva tecnicista e tradicional, na qual o currículo possui urna dimensão instrumental e utilitarista, baseando-se em aspectos conservadores de escola e educação; a segunda tem como alicerce os estudos neomarxistas e é denominada de teorias críticas do currículo; apresenta uma análise do currículo como um espaço possível para a reprodução das estruturas de classe da sociedade capitalista. Esse modelo auxiliou na consolidação definitiva da visão apresentada por Bobbit, influenciando fortemente o campo do currículo no Brasil . Nesse contexto, fica nítido o reducionismo do currículo e o da função da escola, pois só existe

o planificado e o previsto. Nesse entendimento, o currículo é apenas a cuhura que deve ser transmitida e passivamente absorvida, e, portanto, preocupa-se primordialmente com a organização do conhecimento escolar, implicando as relações assimétricas de poder no interior da sociedade e da escola.

Embasado nesse entendimento de currículo, surgiram no Brasil inúmeros pacotes curriculares .. Em geral, essa forma de compreender o currículo apresenta uma tendência de considerá-lo, a partir do entendimento de que o poder está separado do conhecimento, e a cultura é independente da política .Foi com o intuito de transformação que, nos anos 70, principalmente nos Estados Unidos e na Europa, abriram-se novas possibilidades para os estudiosos do campo do currículo. Vários autores,

inconformados com as injustiças e as desigualdades sociais, com interesse em denunciar o papel da escola e o do currículo na reprodução da estrutura social e, ainda, apreensivos com a construção de currículos que se preocupassem com os interesses dos grupos dominados, buscaram um embasamento nas teorias sociológicas para auxiliar suas reflexões e suas propostas, originando, assim, as chamadas teorias críticas do currículo.

Embora questões relativas ao ''como" do currículo continuem importantes, elas só adquirem sentido dentro de uma que as

considere em sua relação com questões como a do "'porquê'~ das formas de organização do conhecimento escolar.

Para as teorias críticas do currículo, ele está relacionado a questões de

"identidade" e de "subjetividade". Recorrendo à etimologia da palavra currículo. Currículo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (18.3 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com