TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Tecnologia Gestão de Recursos Humanos

Por:   •  22/9/2013  •  Tese  •  1.808 Palavras (8 Páginas)  •  224 Visualizações

Página 1 de 8

Faculdade Anhanguera de Limeira

ATPS de Empreendedorismo

Tecnologia Gestão de Recursos Humanos

Desafio: Elaborar um Plano de Negócios.

Passo 1-Introdução ao Empreendedorismo e O Processo Empreendedor.

Neste primeiro passo, fora analisado e estudado a Introdução ao Empreendedorismo, além do conceito foi possível perceber quando foi sua origem e intensificação, além de consequências imediatas por ele causadas. Após os conceitos primários houve uma análise de como entender o processo do empreendedor, como também, houve um estudo analítico da mortalidade das pequenas empresas a partir do ano de 1997 a 2001. Já no segundo capítulo do livro Empreendedorismo cujo autor citamos Dornelas, possuiu destaque para a Revolução do Empreendedorismo, bem como, a Evolução histórica das teorias administrativas. Ao final, houve uma narração sobre o Empreendedorismo no Brasil, uma análise histórica do surgimento do mesmo. Assim destacamos a aplicação das diferenças entre o Administrador e o Empreendedor e seus conceitos.

Passo 2-Auto Avaliação do perfil Empreendedor.

Embora compartilhem características semelhantes, existem grandes diferenças entre ser administrador e empreendedor.

As primeiras diferenças notadas serão explanadas a seguir, iniciando com o administrador, que possui como principais características ser orientado para o planejamento e controle, está mais relacionado aos processos gerenciais, a solução de conflitos e circunstâncias desfavoráveis para a empresa, além de possuir uma visão mais abrangente da organização.

Por outro lado, o empreendedor possui instinto visionário, diferenciado, portador de uma motivação. única, possui perfil da necessidade de reconhecimento e admiração, tem coragem para ousar, criar uma ideia nunca vista antes, embora nem sempre se faça presente nas corporações, está sempre focado nas oportunidades de mercado. Ao final, possui uma grande característica além de muitas como atem facilidade de identificar algo e transformá-lo em oportunidades presentes ou futuras.

No modo de exercer o trabalho podemos notar tais diferenças: Enquanto o administrador trabalha em base de diretrizes, o empreendedor trabalha mais com a criatividade e o aprendizado formal e diversificado.

Desta forma, percebe-se que todo administrador precisa ser empreendedor, por outro lado, nem todo empreendedor vê-se um administrador.

Quanto ao Exercício referido ao quadro 2.3 percebemos que: quando cobrados;

• Foco apenas nos lucros, esquecendo-se do poupar.

Passo 3- Criticas e Elogios.

Para um primeiro momento, estabelecemos comentários a seguir expostos:

Será preciso adquirir mais autoconfiança para lidar com as dificuldades que possam surgir, como o stress recorrente da rotina diária, além de pensar menos no dinheiro e mais nos resultados a serem alcançados, ter Fé no negócio como um todo.

Possuir senso de disciplina e vontade, começando pelo grau hierárquico, como, sócios, funcionários, co-funcionários terceirizados, tendo como resultado fiel ao cliente.

Concluímos que ser empreendedor não é tão fácil quanto parece, é preciso saber escolher uma equipe coesa, séria, disciplinada e com senso comum. Empreender não pode apenas basear-se num sonho, mas como colocá-lo em prática e mantê-lo no mercado competitivo, saber a hora de empreender e compreender, como cobrar e perceber, ter ânimo e força, ter feeling de mercado e senso critico para a compra e venda.

Para Dornelas (2008 p.22) “Empreendedorismo é o envolvimento de pessoas e processos que, em conjunto, levam a transformação de idéias em oportunidade. E a perfeita implementação destas oportunidades leva a criação de negócios de sucesso”.

Entretanto Hashimoto (2006 p.8) que entre definições de empreendedorismo e empreendedor “estudos vão sempre apontar sobre o processo de criação de valor, seja por meio de emprego, lucro, crescimento, bem estar, empresas, inovação e mudanças”.

Timmons (1994) apud Dolabela (2003)

Tratando – se do exercício de auto avaliação a pontuação média do grupo finalizou em um total de 130 pontos, o que nos caracteriza com perfil empreendedor.

Tendo como pontos fortes:

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.4 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com