TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Trabalho Individual 2013 Unopar 1 Sem

Por:   •  10/5/2013  •  2.291 Palavras (10 Páginas)  •  594 Visualizações

Página 1 de 10

2 DESENVOLVIMENTO

Hoje vivemos em um mundo onde a concorrência empresarial seleciona apenas os melhores para manter no mercado, cada detalhe e tomadas de decisões podem definir o futuro da organização, seja simples ou decisões que mudem substancialmente o funcionamento da empresa. Para que seja atingindo este sucesso são necessários além de produtos, máquinas e recursos financeiros, o fator mais importante são as pessoas.

As organizações não funcionam ao léu. Elas não sobrevivem, crescem ou se tornam bem-sucedidas por mero acaso. O sucesso organizacional não é fruto exclusivo da sorte, mas de uma série infindável e articulada de decisões, ações, aglutinação de recursos, competência, estratégias e uma busca permanente de objetivos para alcançar resultados cada vez melhores (CHIAVENATO, 2007, p. 3).

2.1 CONCEITOS E FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS

Segundo CHIAVENTO (2007), a palavra administração significa “desenvolver uma função sob o comando de outro, prestar serviço a outro”, entretanto ele salienta que as empresas, atualmente, necessita de muito mais do que apenas o que salienta o significado desta palavra.

2.1.1 Conceitos ao longo do tempo.

Há indícios de uma utilização mais organizada de administração desde os anos 2000 e 3000 a.C. com a civilização Egípcia, sendo assim foram desenvolvidos vários conceitos sobre administração ao longo da história, entretanto, SILVA (2008) relacionou 5 categorias que descrevem um pouco desse “caminho” do conceito, são elas:

1 – Escola Funcional: baseando em ideias como o de Henri Fayol e George Terry, afirmava que a Administração era um processo que buscava alcançar os objetivos da organização, através do planejamento, atuação e controle de pessoas e recursos.

2 – Escola das Relações Humanas: considerava a administração como um processo social, onde o alcance dos objetivos eram resultados dos relacionamentos entre as pessoas.

3 – Escola da Tomada de Decisão: com estudiosos como Peter Drucker, a administração tomou um conceito que abrangeria ambas escolas anteriores, onde os objetivos eram alcançados através do controle e tomada de decisões sobre as ações dos indivíduos.

4 – Escola de Sistemas: a organização seria uma rede interdependente onde teria variedade de metas para atingir e assim controlar.

5 – Escola Contingencial: a administração baseia-se em definição de metas, desenho organizacional e formulação de estratégias e políticas.

Sendo assim, SILVA (2008) chegou a definição do conceito: “Administração é um conjunto de atividades dirigidas à utilização eficiente e eficaz dos recursos, no sentido de alcançar um ou mais objetivos ou metas da organização.”

Mesmo elencando vários conceitos, Silva não terá o conceito final de Administração, já que essa ciência é evolutiva e modificativa. Assim como passou de um sistema feudal (impostos e poder centralizado), para um sistema de comércio artesanal (produção manual, comércio familiar, e longo período de fabricação) e assim para a Revolução Industrial (linha de montagem, grande volume de vendas e produtos), poderá ainda atingir novos tipos de mercado, ou seja, ser constantemente atualizado.

2.1.1.1 Funções Administrativas

Essas funções são a base da boa administração, as quais, devem ser desempenhadas pelo profissional para o alcance dos objetivos pré-determinados.

CHIAVENATO (2007), cita as funções administrativas desde cerca de 1841 onde Henri Fayol já definiria essas funções como: prever, organizar, comandar, dirigir, coordenar, e controlar. Posteriormente essas funções foram agrupando-se em quatro funções principais cujas funções são de planejar, organizar, dirigir e controlar.

Figura 1 – As funções Administrativas e suas Características

Fonte: Silva (2008, p. 10)

2.2 CONCEITO DE PATRIMÔNIO

Conforme ATHAR (2005), “patrimônio é o conjunto de bens, direitos e obrigações vinculados às entidades.”, esses elementos na contabilidade são apresentados como ativo, passivo exigível e patrimônio líquido, respectivamente.

Uma observação feita por CHAGAS (2005) deve ser sempre respeitada. Segundo ele, somos sempre induzidos a entender o sentido de patrimônio com uma postura de senso comum onde se equipara com o conceito que “ter um bom patrimônio é, ..., dispor de uma fortuna líquida”. Entretanto, assim como Athar, o autor conceitua: “patrimônio é o conjunto

...

Baixar como (para membros premium)  txt (15.9 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com