TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

8 Jeitos De Mudar O Mundo

Monografias: 8 Jeitos De Mudar O Mundo. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  20/11/2013  •  2.371 Palavras (10 Páginas)  •  311 Visualizações

Página 1 de 10

8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO

Questão 1 - Destaque para 3 maneiras que vem mudando nosso estado e nossa região.

Principais ações e realizações do Governo do Estado para reduzir a fome e a miséria.

Ao longo dos últimos anos, o Governo do Estado do Ceará vem desenvolvendo uma série de ações no sentido de melhorar as condições de vida da população, sobretudo dos mais pobres. Sua prioridade básica é avançar no crescimento econômico, aprofundando também a inclusão social, ou seja, busca-se aumentar a renda e, concomitantemente, melhorar a sua distribuição e o acesso dos mais pobres a bens e serviços.

Assim, no sentido de gerar mais renda e empregos, o Governo tem privilegiado a atração de investimentos produtivos para o Estado, visando à consolidação do seu parque industrial e no fomento de atividades ligadas ao turismo, à agricultura irrigada, à fruticultura e ao desenvolvimento da infraestrutura.

Em 2004, destaca-se a criação do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECOP), que tem como orientação principal promover transformações estruturais que possibilitem às famílias que estão abaixo da linha de pobreza atendimento integral e contínuo, proporcionando-lhes condições de ingresso no mercado de trabalho e de acesso à renda e aos bens e serviços essenciais, através da ampliação de investimentos em capital social, físico-financeiro e humano.

Nesta direção, no período de 2002 a 2005, mais de 2 milhões de crianças e adolescentes foram atendidos e 17.192 Bolsas Aprendizagens e 1.836 Bolsas de Trabalho foram concedidas por mês. Essas foram ações realizadas por Programas como o de Proteção Social Básica e o de Apoio as Reformas Sociais para o Desenvolvimento de Crianças e Adolescentes (PROARES). Ademais, em 20046, foram efetuadas várias ações que têm repercussão sobre a redução da pobreza e o combate à fome, dentre as quais podem ser citadas as seguintes: 38.478 litros/dia de leite distribuídos entre 38.478 pessoas desnutridas, dentre crianças de 0 a 6 anos e gestantes, de 82 municípios; 533.142 refeições ofertadas no Restaurante Mesa do Povo; 2.309 pessoas contempladas com a distribuição da Sopa Amiga; 111.220 famílias acrescidas ao CadÚnico, registrando-se no mês de novembro o repasse de recursos financeiros da União para os municípios cearenses no montante de R$ 47,71 milhões; e 581.193 famílias atendidas nos Programas Bolsa-família e Cartão-alimentação.

Principais ações e realizações do Governo do Estado para prover uma educação básica de qualidade para todos

Ao longo dos últimos anos, o Governo do Estado do Ceará vem desenvolvendo uma série de ações objetivando democratizar a educação básica e melhorar a qualidade do ensino.

Neste sentido, diversas ações foram empreendidas, tais como a realização contínua de Encontros Pedagógicos, com a participação de técnicos, educadores e coordenadores da Educação Infantil dos 184 Municípios do Estado.

No final dos anos 90 e no início dos anos 2000, destaca-se o Projeto Tempo de Avançar, que tem como objetivo proporcionar a conclusão dos estudos de jovens e adultos que não completaram a escolaridade de Ensino Fundamental ou Médio em idade própria, pela utilização da estrutura e a organização pedagógica do Telecurso 2000, com recepção organizada nas escolas da rede pública.

O Programa Escola Viva é outro importante instrumento educacional na direção de tornar o cotidiano escolar mais atraente e interessante, proporcionando, assim, a redução, ao máximo, da evasão e repetência escolar. Criado em 1995, este programa tem como principais objetivos enriquecer o ensino com atividades socioculturais, artísticas, esportivas e informativas e ainda transformar a escola em polo cultural da comunidade que o há.

Já em 2004, é possível mencionar o desenvolvimento de ações na área da educação, no âmbito do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECOP), que beneficiou os 10 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM) do Estado, tais como: concessão de 481 bolsas de monitoria para alunos de Ensino Médio oferecerem reforço escolar em Português e Matemática a alunos de Ensino Fundamental da rede municipal; e realização de pesquisa diagnóstica junto a professores alfabetizadores com vistas a premiar os 80 professores que obtiveram melhores resultados na alfabetização de crianças.

Na área de educação formal, pode ser citada a negociação com o MEC/FNDE, visando à liberação de recursos extras para o Ensino Médio, assegurando recursos na ordem de R$ 35 milhões do Programa de Equalização das Oportunidades de Acesso à Educação Básica (PRODEB).

Na perspectiva de lidar com o problema do analfabetismo de jovens e adultos, foi concebido e implementado o Projeto Alfabetização é Cidadania, em consonância com o programa Brasil Alfabetizado, do Governo Federal, além da parceria com a sociedade, que passou a desenvolver ações integradas às do Poder Público. O Ceará adotou como política prioritária de Governo a inclusão social daqueles que, com 15 anos ou mais, ainda não foram alfabetizados.

Quanto às oportunidades de qualificação profissional, sobressai a atuação do Estado, por meio da Universidade Estadual do Ceará, em três programas nacionais de extensão: Alfabetização Solidária, realizado em 154 municípios, com 38.770 alfabetizandos; Projeto- Piloto Nacional Alfabetização Digital, com 72 alunos da comunidade; e Programa Brasil Alfabetizado – Alfabetização é Cidadania – 2004, proporcionando o ingresso em salas de aula do Estado de 74.799 jovens e adultos. Ademais, houve a abolição do analfabetismo nos municípios de Itarema e Aratuba, representando um marco na história do Ceará. Tais municípios, com o apoio do Estado, alfabetizaram sua população e agora são exemplo para os demais municípios do Ceará e do Brasil de que é possível democratizar o acesso ao conhecimento, garantindo o exercício da cidadania a todos.

Estudantes de Santa Fé concorrem ao Prêmio Itaú-UNICEF

O Projeto Sons e Vidas, do qual participam estudantes da EEIEF Antônio Ferreira Sales, está concorrendo na 10ª edição do Prêmio Itaú-UNICEF, que alcança bons projetos socioeducativos direcionados para a educação integral de crianças e adolescentes. Através do projeto de educação musical, estudantes da localidade de Santa Fé, sob coordenação do Prof. Ramalho Cezar dos Santos, tocam flauta doce no repertório, em sua maioria, de raízes nordestinas. O projeto se configura como uma grande iniciativa, que revela o compromisso social voltado para o desenvolvimento

...

Baixar como (para membros premium)  txt (16.1 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com