TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A República Velha

Por:   •  28/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  424 Palavras (2 Páginas)  •  14 Visualizações

Página 1 de 2

Formalismo – Sobre o formalismo, no setor publico vejo como um grande problema a adoção de processo físico. Para qualquer ação necessita oficio, protocolo de entrada, protocolo de saída, etc. Depois os que são respondidos viram uma pilha de papel que necessita alguém para cuidar gerando gasto na produção e depois no armazenamento. Acredito que seja urgente a adoção de um sistema mais sustentável e útil tipo email que se arquive digitalmente com abertura através de certificado digital diminuindo o formalismo e se modernizando diminuindo custo.

Jeitinho – O que muitos enxergam de uma forma negativa, eu vejo que muitas vezes na administração publica acaba sendo necessário, pois as regras são feita dentro de um quadrado e o trabalho é dinâmico. Ex: Realiza uma licitação para compra de brinquedos femininos para atender um determinado grupo de crianças na creche. O numero de meninas cai pela metade logo não vai precisar de 50% dos brinquedos femininos licitados, porém surgiram novos alunos do sexo masculino, o correto é fazer uma nova licitação, porém o prazo para retomar isso fica tão extenso que o jeito mais rápido é usar a mesma licitação para comprar brinquedos masculinos.


Desigualdade de poder e hierarquia
 – Esse exemplo ficou marcado no caso da juíza que levou uma multa por dirigir embriagada e no fim quem teve que pagar a fiança para sair da cadeia foi à policial que aplicou. Um exemplo dos mais simples de entender como existe o tratamento desigual para uma mesma ação, qualquer que fosse a pessoa que tomasse essa multa seria condenada pela juíza que mandou prender a policial por desacato a autoridade em dizer que ela não era Deus.

Flexibilidade – No setor que trabalho esse foi o principal ponto para garantir uma boa execução de serviços, uso como exemplo a rotação de pessoas e setores que fizemos até achar o eixo central da equipe. Ao mudar e testar as pessoas em setores diversos, como gestor pude testemunhar o quanto os funcionários se adaptaram e renderam no trabalho se encaixando na função que mais tinha afinidade. A flexibilidade foi necessária para entender que embora a pessoa tenha prestado concurso em determinada área, desenvolve muito melhor em outra.

Personalismo – O que mais se vê no poder publico, principalmente em Prefeitura, as pessoas tendem em querer escolher como atender quem possui mais afinidade. Tenho ouvido muita reclamação no setor que trabalho do tipo “quando era fulano que estava na gestão podia fazer isso ou aquilo” falando declaradamente que tinha privilégios simplesmente por ser amigo ou amiga do gestor (a).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.6 Kb)   pdf (66.8 Kb)   docx (7.5 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com