TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A visão filosófica de Karl Marx sobre o trabalho e o materialismo dialético e histórico

Por:   •  12/11/2017  •  Resenha  •  449 Palavras (2 Páginas)  •  239 Visualizações

Página 1 de 2

       A visão filosófica de Karl Marx sobre o trabalho e o materialismo dialético e histórico

Marx desenvolveu uma concepção materialista da História, afirmando que o modo pelo qual a produção material de uma sociedade é realizada constitui o fator determinante da organização política e das representações intelectuais de uma época. Para ele o trabalho é a essência do homem, o meio pelo qual os seres humando se relacionam com a natureza e a transformam em bens aonde vão se dar o valor. O trabalho é uma mercadoria que possui um valor de uso e um valor de troca. Para Marx a sociedade podia ser dividida em duas partes, a burguesia e o proletariado. A primeira era composta pelos capitalitas modernos, donos de grandes fabricas, e a segunda composta pelos trabalhadores assalariados modernos privados de meios de produção próprio. Até hoje essa divisão de Marx é válida, uma vez que ainda há exploração de trabalho por parte dos mais ricos, obrigando assim os mais pobres, no caso o proletariado, a se submeter a condições subumanas para se manterem vivos. Marx vê o trabalho não como uma atividade isolada, pois para ele, é através do trabalho que entramos em contato com nosso semelhante e construímos relações de interesse. É através da produção que contruimos nossa historia social e nosso métodos de analise economia, social, política e intelectual. É graças ao trabalho que surgem as contradições entre os interesses individuais.

No livro "Contribuição à crítica da economia política", Marx identificou na História, de maneira geral, os seguintes estágios de modos de produção: o asiático (comunismo primitivo), o escravista (da Grécia e de Roma), o feudal e o burguês, o mais recente e o último baseado no antagonismo das classes porque dará lugar ao comunismo, sem classes, sem Estado e sem desigualdades sociais. A evolução de um modo de produção para o outro ocorreu a partir do desenvolvimento das forças produtivas e da luta entre as classes sociais predominantes em cada período. Assim, o movimento da História possui uma base material, econômica e obedece a um movimento dialético. A passagem do modo de produção feudal, para o modo de produção capitalista burguês. O livro "A Ideologia Alemã", em 1845/46 escrito por Marx e Engels foi o marco de suas formulações sobre a concepção da História. O materialismo histórico é, de acordo com Marx, o "fio condutor" de todos os estudos subseqüentes. Os conceitos básicos do Materialismo Histórico constituem uma teoria científica da História, vista até então como uma simples narração de fatos históricos. Ele revolucionou a maneira de se interpretar a ação dos homens na História, abrindo ao conhecimento, uma nova ciência e aos homens uma nova visão filosófica do mundo: o Materialismo Dialético.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.8 Kb)   pdf (54.2 Kb)   docx (744.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com