TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ANÁLISE CRÍTICA DO FILME "A VILA" SEGUNDO AS TEORIAS DE AUGUSTO COMTE

Artigo: ANÁLISE CRÍTICA DO FILME "A VILA" SEGUNDO AS TEORIAS DE AUGUSTO COMTE. Pesquise 791.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  30/11/2013  •  260 Palavras (2 Páginas)  •  1.685 Visualizações

Página 1 de 2

A Vila é um filme norte-americano de suspense, lançado em 2004, escrito e dirigido por M. Night Shyamalan que explorou a vontade do homem de fugir dos riscos e da insegurança da sociedade moderna, criando outra possibilidade de vida, com uma nova mentalidade e outra perspectiva de conceber o mundo.

A história se passa em uma comunidade rural ambientada no século XIX, autossustentável, onde não circula o dinheiro e a produção é realizada com a função de suprir as necessidades dos habitantes do vilarejo. Administrada por um conselho de anciãos, formado por homens e mulheres que possuem, em comum, tragédias pessoais em suas vidas, principalmente perdas de entes queridos de forma violenta nos grandes centros urbanos dos Estados Unidos.

Este grupo idealizou a vila por estarem cansados do clima de insegurança gerado pela violência nas cidades e com o objetivo de não vivenciarem novamente a dor da perda. A forma que os anciãos encontraram para garantir a harmonia e a paz foi inventar um lugar perfeito, dominado pelo imaginário do medo, mantendo os moradores da vila em constante estado de alerta, de vigilância contra uma invasão das criaturas, e fazendo com que eles seguissem um código de conduta rígido, no qual o principal mandamento é não entrar no território das criaturas “que não devem ser mencionadas”: a floresta. Na vila, sentimentos como o amor e a solidariedade e valores como pureza e inocência são a mola propulsora de tudo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (1.5 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com