TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Análise social marxista do conceito de conflito de interesses entre empregadores e empregados, empresas de ônibus, no Rio de Janeiro

Por:   •  17/11/2013  •  Seminário  •  543 Palavras (3 Páginas)  •  304 Visualizações

Página 1 de 3

Questão discursiva:

Após uma assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (1º), no Guadalupe Country Club, no subúrbio do Rio de Janeiro, motoristas e cobradores de ônibus decidiram manter a greve iniciada à 0h. A paralisação afeta ao menos 1,5 milhão de passageiros, que tiveram problemas para chegar ao trabalho. A categoria decidiu manter a greve por indeterminado. ?Vamos cruzar os braços agora. Dia 4 (segunda-feira) temos uma assembleia às 18h para tentar algum avanço. Nossa greve não é ilegal porque estamos fazendo tudo dentro dos parâmetros corretos e não há ilegalidade, uma vez que 20% dos ônibus estão na rua", disse o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários do Rio de Janeiro, Sebastião José da Silva. Os rodoviários pleiteiam um aumento salarial de 15%, o fim da dupla função, na qual o funcionário atua como motorista e cobrador, além de benefícios como vale-alimentação, cesta básica e plano de saúde. (Publicado no G1 em 01/03/2013).

A matéria citada envolve uma situação de conflito de interesses entre patrões e empregados, das empresas de ônibus do Rio de Janeiro. Explique este acontecimento a partir da concepção marxista de análise social.

Questão de múltipla escolha:

Questão discursiva:

Segundo a concepção materialista da história, o fator que em última instância determina a história é a produção e a reprodução da vida social. Nem Marx nem eu nunca afirmamos mais do que isto. Se alguém o tergiversa dizendo que o fator econômico é o único determinante, converte aquela tese numa frase vazia, abstrata, absurda. A situação econômica é a base, mas os diversos fatores da superestrutura - as formas políticas de luta de classes e seus resultados, as Constituições que, uma vez ganha uma batalha, são redigidas pela classe vitoriosa, as formas jurídicas e mesmo os reflexos de todas estas lutas reais no cérebro dos participantes, as teorias políticas, jurídicas, filosóficas, as ideias religiosas e o seu desenvolvimento ulterior até serem convertidas em sistemas dogmáticos ? exercem igualmente a sua ação sobre o curso das lutas históricas e, em muitos casos, determinam predominantemente sua forma (Engels, Friedrich. Carta a Bloch, 520-522).

Com o objetivo de dar esclarecimento a algumas simplificações graves e equivocadas, acerca da relação entre infraestrutura e superestrutura Friedrich Engels publica o texto acima em 21/09/1890, do qual foi citada uma pequena parte. Segundo ele o objetivo era evitar uma interpretação contraditória do marxismo, que poderia ser definida como uma leitura economicista da obra de Karl Marx. A partir dos princípios do Materialismo Histórico assinale a alternativa correta.

A) Esta visão materialista da história exclui qualquer possibilidade de que as ideologias,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.6 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com