TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

"GÊNIO INDOMÁVEL" - Ensaio Cinematográfico Crítico-sociológico

Por:   •  18/3/2015  •  569 Palavras (3 Páginas)  •  579 Visualizações

Página 1 de 3

A busca por igualdade social é, há séculos, um tema bastante polêmico na história, política e sociologia. Se ela é alcançável ou não, depende do conceito de igualdade a ser utilizado, pois, como foi discutido em sala de aula, a igualdade absoluta entre os indivíduos é impossível, entretanto uma certa equidade em termos de igualdade de direitos e oportunidades, tal como a correção de diferenças sociais por meio de ações afirmativas é algo concretizável e benéfico para a sociedade. No drama cinematográfico escolhido para o ensaio, “GÊNIO INDOMÁVEL” (1997), dirigido por Gus Van Stant, é possível encontrar alguns desses conceitos sociológicos.

O filme conta a história de Will Huntin (Matt Damon), que trabalha como faxineiro do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e mostra-se um gênio da matemática. Will, que já tinha ficha criminal, é preso por agressão e roubo, mas consegue uma condicional com a ajuda do renomado professor de matemática Gerald Lambeau (Stellan Skarsgard). Estudando matemática sob a supervisão de Lambeau e fazendo terapia com o doutor Sean Maguire (Robin Williams), Will tem a chance de conhecer melhor a si mesmo e superar seus fantasmas do passado, como o abuso que sofria quando criança.

Apesar de ser um filme com acontecimentos previsíveis, como o sucesso intelectual do protagonista, seguido pela crise de relacionamento com a namorada e do abandono da potencial carreira acadêmica, é possível perceber a complexidade por trás do personagem principal, por misturar sua genialidade, tendo em vista sua classe social mais baixa, com sua agressividade e dificuldade de aprofundar relacionamentos, influenciados por traumas passados. Essa complexidade, tal como a fuga dos padrões de qualquer tipo ideal de personagem, evidencia a inegável e inextinguível diferença entre os indivíduos.

Outro caso do filme passível de comparação com o tema da aula é o fato de Lambeau e Sean terem tido educação semelhante, ou seja, provavelmente partiram de uma mesma situação social e de uma suposta igualdade de oportunidades, e tiveram sucessos bem diferentes em termos financeiros, profissionais e de prestígio, muito em função de Sean ter tomado diferentes decisões e abandonado certos projetos de vida por causa de sua esposa. Esse caso entra em conflito com a ideia de mensuração de classes, pois, ainda que em ocupações sociais semelhantes e grau de escolaridade parecido, atributos não observáveis têm fundamental influência na condução da vida de ambos os personagens, e também vai contra a lógica determinista ao passo que o meio não os conduziu a uma situação semelhante.

Por fim, também na questão de igualdade de oportunidades, há a análise de que o sistema educacional universitário na sociedade estadounidense é bastante desigual e elitista, na medida em que, ao contrário do caso brasileiro, apenas os ricos são capazes

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com