TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

IFRS NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Por:   •  8/4/2013  •  4.965 Palavras (20 Páginas)  •  642 Visualizações

Página 1 de 20

INTRODUÇÃO

A profissão contábil tem passado por uma grande transformação e tem obtido o merecido reconhecimento pelo que tem feito às entidades públicas ou privadas.

A cada dia que passa aumenta o número de pessoas que buscam estudar essa ciência e segundo o CRC Pr, acabamos de ultrapassar da marca de meio milhão de profissionais ativos e alunos dessa ciência.

Com toda essa movimentação em torno da "Profissão do século", ela conquista maior poderio político, e maior força representativa.

A contabilidade está em todos os cantos do mundo, e em todas as atividades que envolvam finanças, desde a contabilidade pessoal, até contabilidade de empresas multinacionais. Porém cada nação tem sua forma particular de contabilizar certos fatos, é notório que a base é a mesma, com débitos e créditos, Ativo e Passivo etc., mas tem alguns fatores que se diferem de nação para nação.

A metodologia utilizada no Brasil é específica do Brasil e chama-se BRGAAP, da mesma forma nos EUA chama-se USGAAP, na Europa e Ásia existe outro padrão e assim por diante. Entretanto houve um consenso mundial no sentido de padronizar as informações, de modo que um investidor chinês consiga compreender e chegar aos mesmos índices que um investidor europeu ou brasileiro, para isso foi criado o IFRS (International Financial Reporting Standard).

No Brasil o IFRS começou a tomar notoriedade com a assinatura da MP 448/08 e sua conversão na Lei nº 11.941, de 27/5/09, essa não substitui a Lei 6.404/76, porém causa várias alterações importantes, e posteriormente o surgimento de outras leis e CPCs e NBCs.

Essas alterações serão tratadas nesse trabalho com enfoque maior em pequenas e médias empresas (PME).

BALANÇO PATRIMONIAL

Conforme o livro Normas Brasileiras de Contabilidade (2012) diferentemente do que muitos pensam, pequenas e médias empresas não são as enquadradas no Simples, isso é tratamento fiscal e não contábil, são pequenas e médias empresas as que não sejam de capital aberto ou reguladas pelo Banco do Brasil ou Susep, e que tenham o Patrimônio Liquido menor do que R$ 2.000.000,00 (conforme Lei 11.638/07).

Diz-se pequenas e médias empresas mas neste mesmo conjunto encontra-se as microempresas e as empresas grandes mas normais pois toda empresa fechada que tenha PL menor que 2 Milhões é PME.

Além dessas atribuições, define-se como PME empresas que não estejam obrigadas a prestação de contas de forma pública e que elabore demonstrações para fins gerais direcionada à usuários externos.

Algumas primícias qualitativas devem ser seguidas para elaboração de demonstrações contábeis, são elas:

Compreensibilidade, Relevância, Materialidade, Confiabilidade, Primazia da essência sobre a forma, Prudência, Integralidade, Comparabilidade, Tempestividade e Equilíbrio entre custo e benefício.

O balanço social é a relação dos bens e direitos mais os deveres em uma data específica e apresenta a posição patrimonial e financeira da entidade.

É composto por Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido.

Ativo: são os recursos administrados pela entidade e visam sempre trazer benefícios futuros, ou seja, o que não oferece benefício futuro não é Ativo.

O benefício econômico trazido por um Ativo pode ser resultante de seu uso o liquidação.

Os Ativos podem tanto ter como não ter forma pois alguns são intangíveis como por exemplo a marca.

Como todos os bens que visam gerar benefícios futuros são Ativos então não é necessária a propriedade do bem pois somente sua posse garante esse benefício, sendo assim bens resultantes de arrendamento mercantil ou similar devem ser tratados como bem da empresa, se for imobilizado deve sofrer depreciação e todas as outras estipulações de bens de propriedade da empresa.

Passivo é a obrigação resultante dos eventos ocorridos e visa o dispêndio de recursos econômicos da entidade.

A obrigação pode legal ou não formalizada, chamada também de obrigação construtiva ou seja, sendo formalizada ou não, todo compromisso que a empresa faz com outra parte causando expectativa de cumprirá com determinadas responsabilidades são considerados Passivos.

A liquidação do Passivo pode ocorrer por meio de pagamento em dinheiro, transferência de ativos, prestação de serviços, substituição por outra obrigação ou conversão em patrimônio líquido. Pode ser extinta também quando o credor perdoa a dívida ou quando o mesmo perde o direito de exigi-la.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (34.1 Kb)  
Continuar por mais 19 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com