TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Redação Sobre o Analfabetismo no Brasil

Por:   •  14/3/2019  •  Dissertação  •  480 Palavras (2 Páginas)  •  11 Visualizações

Página 1 de 2

BRASIL, UM PAÍS DE TODOS

O analfabetismo no Brasil, apesar de sofrer uma queda significativa em seus percentuais nos últimos anos, ainda é uma questão preocupante, por apresentar dados relevantes, sobretudo um total de 13,04% milhões de brasileiros de 15 anos ou mais, sendo que 7 milhões vivem na região nordeste e entre 25 anos ou mais apresentam um percentual de 10,2% segundo o IBGE, alcançando a 8º posição no ranking mundial de países com as maiores taxas de adultos analfabetos, de acordo com uma pesquisa levantada pela Unesco.

O analfabetismo é algo que dificulta muito a vida das pessoas, no sentido de que elas não conseguem compreender tão bem o mundo quanto uma pessoa que tenha o hábito de ler, pelo fato de não decodificar os códigos que estão ao seu redor, impossibilitando-as nessa compreensão. Os dados apresentados acima revelam a vida de uma parcela significativa da população brasileira, em grande parte o povo mais pobre, na qual sofrem muitas vezes com o descaso dos governos públicos, a distância de instituições de ensino, da zona rural para a zona urbana, o cansaço decorrentes de grandes jornadas de trabalho e até mesmo com a falta de estrutura adequada nas escolas, entre outros aspectos. Essa série de fatores contribui para a desmotivação do menos favorecido e, consequentemente, a sua exclusão e discriminação diante da sociedade. No brasil, ainda perdura a ideia, de que pessoas menos favorecidas não tenham condições de aprender, no entanto consentir que são a mão de obra barata e pesada do país, pelo fato de estarem as margens da pirâmide social.

Com a finalidade de melhorar essa ideia, a escola deve sustentar uma política educacional voltada para atender uma demanda diversificada, por meio de planos de ações que reconheçam a aptidão e potencialidade de cada indivíduo, identificando o que ele tem de melhor e qual as suas contribuições para o grupo, levando em consideração a realidade social em que cada um vive.

Uma tentativa de erradicar o analfabetismo e melhorar as condições educacionais no país, foi a aprovação da PNE (Plano nacional da educação) pelo senado, que oferece educação em tempo integral e o aumento das vagas no ensino técnico e na educação superior, que, em vez de obrigar o governo federal a investir em educação pública, o novo texto do PNE

exige investimento público em educação.

Levando em consideração tudo o que foi dito acima, concluímos que a escola como principal órgão na constituição essencial de um cidadão, precisa refletir em todos estes aspectos, procurando melhorar valores, diminuir diferenças entre alunos e compreender porque muitos alunos conseguem aprender e outros apresentam certos tipos de dificuldades. O governo federal, por sua vez, precisa consolidar suas bases na educação e entende-la

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3 Kb)   pdf (31.4 Kb)   docx (7.9 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com