TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resumo o mundo assombrado pelos demonios

Por:   •  17/7/2016  •  Resenha  •  1.496 Palavras (6 Páginas)  •  2.934 Visualizações

Página 1 de 6

O livro o mundo assombrado pelos demônios escrito por Carl Sagan, demonstra o quanto nossas vidas são influenciadas por crendices e bobagens sem nenhum fundamento. Mostra o quanto o universo é mais simples e mais compreensível do que se pensa, ele critica a pseudociência fazendo o papel de defensor, investigador e divulgador da ciência.  A fim de cumprir seu objetivo o autor defende na obra a ideia de que a ciência deve ser, respeitada e divulgada, quer seja pelos meios de comunicação falados ou escritos, o público segundo ele deve ter a mais completa e acessível visão cientifica dos fatos que se faz possíveis. O livro explica os métodos científicos utilizando-se o nome de outros tantos, como psicólogos, filósofos, cientistas, terapeutas etc., o autor propõe o método para se distinguir a ciência da pseudociência estimulando os leitores a refletirem sobre ambas a fim de analisar todos as informações que receberem.

A coisa mais preciosa

Capitulo 1

No primeiro capitulo Carl Sagan conta que ao ir a uma convenção para tentar melhorar a forma de passar a ciências ao povo leigo, encontra se com o seu motorista que pergunta se Sagan não se incomodava de ter o mesmo nome de um cientista famoso, então Sagan explica que ele é o tal cientista, então o motorista fala por que ele achava isso, é que ele tem o mesmo nome de um famoso entrevistador norte americano Willian F. Buckei. Após se intenderem, Buckei falou que queria saber mais sobre a Ciência, e perguntou a Sagan se poderiam falar sobre alguns assuntos ele responde que não. Mas não foi exatamente sobre Ciência que eles conversaram, Buckei queria saber sobre extraterrestres, canalização um método de escutar as almas dos mortos, cristais de Atlântida, profecias de Nostradamus, astrologia. De certo modo o motorista era bem informado, sabia todas as informações e novidades sobre os assuntos, Sagan afirmava que não existia nenhuma evidencia oceanográfica para Atlântida, e nenhuma base cientifica cética nas propostas de Atlântida e demais assuntos, desanimando o motorista.

Para Sagan na Ciência, existem coisas muito mais interessantes e emocionantes, em ciência tudo é baseado em evidencias, nela há muito mais estímulos ao intelectual do que doutrinas falaciosas e está muito mais perto da verdade, será que as pessoas comuns sabem sobre os tijolos moleculares da vida no gás frio e rarefeito das estrelas. Buckei não avia ouvido falar da ciência moderna, ele queria saber ciências, mas a verdadeira ciência, se perdeu nos filtros antes de chegar até ele.

Talvez Buckei devesse ser mais cético com as informações que são lhe fornecidas, segundo Sagan o erro não e dele, sua ingenuidade por aceitar o que as fontes de informações mais difundidas e acessíveis dizia se verdade, e por isso foi sistematicamente enganado e iludido. A ciência desperta um sentimento sublime de Admiração. Mas a pseudociência, ou seja, a ciência falsa, também gera os mesmos efeitos. As divulgações escassas e malfeitas da ciência abandonam nichos ecológicos que a pseudociência preenche rapidamente. Se houvesse a compreensão geral de que qualquer afirmação necessitasse de uma evidencia adequada antes de ser aceita, não haveria espaço para a pseudociência e misticismos.

Em todo mundo existe um grande número de pessoas inteligentes e talentosas que nutrem uma paixão pela ciência. Mas essa paixão não é correspondida. Levantamentos sugere que 95% dos norte-americanos são “Cientificamente analfabetos”. A ciência verdadeira se baseia em evidencia e provas, não em fantasias e questões que não podem se provadas, racionalmente e nem praticamente.

Segundo Sagan e um desafio supremo para um divulgador da ciência deixar bem clara a história real e tortuosas das grandes descobertas. Muitos textos escolares, ou talvez a maioria dos livros científicos, são levianos nesses pontos. É muito mais fácil apresentar de modo atraente a sabedoria destilada durante séculos de interrogação paciente e coletiva da Natureza do que detalhar o confuso mecanismo da destilação.

                               

Ciência e esperança

2 capitulo

No segundo capitulo Carl Sagan fala que o interesse dele pela ciência, vem de quando ele era criança, o quer marcou essa vontade foi quando ele entendeu que as estrelas são sois poderosos, e começou a compreender quer elas estão tremendamente distantes para surgirem como simples pontos de luz no céu. Divulgar a ciência tentar tornar suas descobertas acessíveis as pessoal que não são cientistas. Não explicar a ciência e perverso. E igual estar apaixonado, você quer contar para todo mundo.

O homem na lua e a face em marte

Capitulo 3

Nesse capitulo Sagan fala que ele tem interesse em vida extraterrestre, as pseudociências que com mais frequência param a porta dele envolve outros mundos, e que nos da nossa época passamos a chamar de alienígenas. Sagan apresenta duas recentes doutrinas pseudocientíficas, elas compartilham a possibilidade que as imperfeiçoes cognitivas e perspectivas humanas contribuam para nos enganar sobre questões de grandes importâncias. A primeira afirma que nas áreas de marte a uma gigantesca face de pedras de eras passadas, e a outra sustenta que seres alienígenas de mundos distantes visitam a terra com impunidade fortuita.

Durante maior parte da história antes das naves espaciais quando ainda estávamos muito imbuídos dos pensamentos mágicos, a lua foi um enigma, quase ninguém pensava que a lua fosse um mundo. Quando vemos a lua a olho nu, percebemos uma configuração de marcas irregulares brilhantes e escuras. Que não é uma representação aproximada de nenhuma imagem familiar. Mas quase irresistivelmente nossos olhos ligam as marcas, acentuando umas e ignorando as outras, procurando um padrão e encontramos. No folclore e mitos mundiais vemos muitas imagens na lua, como uma mulher tecendo, um elefante pulando de um penhasco. Mas a imagem mais comum e de um homem na lua e claro q não se parece realmente com um homem, as feições são tortas

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.7 Kb)   pdf (85.5 Kb)   docx (12.9 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com