TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Carta de Pero Vaz de Caminha

Por:   •  5/12/2017  •  Ensaio  •  434 Palavras (2 Páginas)  •  336 Visualizações

Página 1 de 2

A carta de Pero Vaz de Caminha

Pero Vaz de Caminha escreveu para D. Manuel, rei de Portugal no período do descobrimento do Brasil, relata com detalhes a chegada dos portugueses no Brasil. Relata como foram os primeiros contatos destes com os indígenas e a partir desta carta, pode-se perceber quais eram as intenções dos portugueses quanto à nova terra.

A frota portuguesa de Belém, Portugal, ocorreu no dia 9 de março, a chegada as ilhas canarias no dia 14 do mesmo mês e no dia 22 chegaram a ilha de São Nicolau. No dia 21 de abril se depararam com os primeiros sinais de terra, que era conhecido por eles como Botelho, uma espécie de erva comprida.

No outro dia avistaram uma terra, que foi a terra de Vera Cruz, e la havia um monte alto, que foi chamado de Monte Pascoal.

Viram os primeiros habitantes daquela terra, que eram de acordo com descrição de Vaz de Caminha, um tanto avermelhados, pardos, nus de bons rostos e narizes, traziam arcos, cabelos corredios, corpos pintado, o beiço de baixo furado com um osso metido nele. Tentaram estabelecer um primeiro contato com os indígenas, foi uma surpresa, um deles apontou para o cordão de ouro do capitão, e em seguida, apontou para a terra, deixando a entender que naquela terra havia ouro.

Os portugueses traziam os índios para as embarcações a fim de estabelecer um melhor contato. No inicio eles mostraram-se muito arquivos, mas com o passar do tempo, passaram a conviver mais com os portugueses e até mesmo ajuda-los no que precisavam, e leva-los as aldeias.

Conclui-se também que começaram a trocar ouro, prata e madeiras, por bugigangas vinda da Europa.

Falaram também das belas índias que estavam todas tingidas de baixo a cima, e que as pinturas em seus corpo eram tão bem feitas, e suas vergonhas tão  graciosas que mulheres de sua terra, ficavam envergonhadas por não terão as suas como as delas.

E os indígenas falavam uma língua que não se entendia. Os portugueses realizaram uma missa, fizeram um altar bem arranjado e ali todos assistiram a missa. Ergueram uma enorme Cruz, mostrando aos nativos sua devoção.

Caminha falou pela carta, que melhor seria amassar os índios do que ama-los pela força, assim mostrariam toda a terra. Andaram por la vendo o Ribeiro, o qual tinham muitas ageoas, e ao longo muitas palmeira e palmito.

Ficaram maravilhados  com tanta beleza, da nossa fauna e flora, acharam pode-se dizer o paraíso. Mas a intenção era de domina-los tendo em vista ceia inocência, converte-los a igreja. Contudo o melhor fruto dela que se pode tirar parece-me que será salvar esta gente.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.6 Kb)   pdf (56 Kb)   docx (10.9 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com