TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Teologia da Libertação

Por:   •  12/11/2019  •  Trabalho acadêmico  •  534 Palavras (3 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 3

Sl 01- Toda teologia é adubada por dois aspectos: 1- nasce em determinado contexto social e histórico, marcados, sobretudo pelas condições econômicas e políticas. 2- E também de dentro de um movimento de ideias, de elementos culturais.  Com autores idealistas (teologia gera teologia, uma influi na outra) e autores práticos (relacionam minuciosamente a teologia com contexto social e politico).   O contexto social politico e econômico foram os que contribuíram de forma decisiva para geminar a Teologia da Libertação (TdL).

Sl 03 - Após a 2ª Guerra mundial 1939-1945 O capitalismo, na sua forma do neocapitalismo, dá um “bum” à Europa que passa ter grande desenvolvimento social, aumento de salários, melhorias na saúde, condições de vida em geral.... Em algumas partes do mundo com apoio da igreja o capitalismo apresentou uma face menos desumanada que o capitalismo clássico vinha apresentando. A América Latina, toda via, continuava com altos índices de empobrecimento.  

Nessa época o termo “Libertação” nasce dentro da teoria da dependência e da libertação elaborada na década de 60 pelos sociólogos latino-americanos Fernando Henrique e Enzo Falleto, em oposição à então vigente teoria de desenvolvimento.

- Iluminada pela fé - A TDL aspira dá o caminho de libertação para os pobres dos países que os explora.

Sl 04 – Segundo texto de Líbano, o termo Libertação vingou por perpassar a América Latina, tornando a pressão ainda mais forte, mesmo não sendo tão grande numericamente falando.

Outros pontos que contribuem para a TDL são: Organizações Populares (Campo – Cidades – Centros Culturais) - Revolucionários de caráter Vanguardista - Perspectivas Socialistas (Politização – Métodos de Paulo freire)

Presença da Igreja (no seio dos movimentos de Libertação – Mater et Magistra e Pacem  in Terris do Papa João XXIII – Clima de Abertura do Conc. Vaticano II principalmente através da enciclica Gaudium et spes – Parte do episcopado Brasileiro mostrou sensibilidade social – No meio dos Jovens presença da ação católica JEC, JUC e JOC)

SL 05 - Situação Cultural e Teológica

  • Influencia de teologias anteriores – A TDL tem influencia das teologias anteriores com novas ideias e valores do mundo que a rodeia, no caso da AL, da pobreza, a exploração, a fome no qual estava envolvida. Criticando a cultura e o contexto medieval.
  • Nova Interpretação – A TDL aponta para uma nova interpretação das verdades da fé, para apontar, dá novo sentido para imersão da sociedade e cultura de seu tempo.
  • Considera a experiência das pessoas – Vai de encontro com das experiências de homem e mulher de seu tempo, do ser contemporâneo.
  • Inspira outros continentes (minorias negras, teologia de perspectiva feminista, igreja não católicas, outras religiões...)
  • A TDL aponta para pratica de libertação – parte do sujeito que crer e não da doutrina em que se crer.

Aponta para a experiência humana com nova compreensão da revelação. O modo de interpretar da TDL comunga com a teologia moderna da Europa contrapondo-se a escolástica (teologia anterior)

Difere-se da teologia europeia quanto a raiz do questionamento do sem sentido das formulações da fé apontando para o sem sentido da opressão, dominação, falta de liberdade...

Aponta para a prática libertadora da situação de opressão – praticas sociais libertadoras, e não menos importante, a presença da igreja inserida nessa realidade.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.5 Kb)   pdf (61.6 Kb)   docx (8.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com