TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DO POVO RIO GRANDENSE: A interdisciplinaridade nos Anos Iniciais

Por:   •  1/6/2018  •  Trabalho acadêmico  •  2.266 Palavras (10 Páginas)  •  157 Visualizações

Página 1 de 10

CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DO POVO

RIO GRANDENSE: A interdisciplinaridade nos Anos Iniciais

Maria Betânia Ferraz Pereira[1]

Clarisse Ismério²

Resumo:

Esse trabalho visa apresentar a formação do povo gaúcho tendo como tema a Construção da Identidade do Povo Rio Grandense e a Interdisciplinaridade nos Anos Iniciais, com o objetivo de verificar a melhor forma de trabalhar o tema citado. As atividades foram desenvolvidas de maneira interdisciplinar, buscando dentro do tema, trabalhar História, Matemática, Ciências e Português, com trabalhos em grupo, para melhor fixação do conteúdo, melhorando a interação com os colegas, através de jogos e brincadeiras direcionadas, almejando desenvolver a socialização a autonomia e a identidade. Acreditamos que o Ensino de História nos Anos Iniciais deve considerar a história de vida do aluno, uma vez que somos seres históricos, deve proporcionar que os alunos identifiquem e relacionem os diferentes grupos sociais , suas etnias e culturas. Os resultados foram bons, poderiam ser melhores se a turma fosse mais participativa, mas tentou-se de muitas maneiras a melhor forma de instiga-los a resgatar costumes e hábitos, passados de geração em geração e que, por muitas vezes, são esquecidos no tempo, pela evolução da sociedade.

Palavras Chave: Identidade; Influência, Interdisciplinaridade.

Introdução

O Rio Grande do Sul apresenta uma rica diversidade cultural, com raízes nos índios que habitavam o pampa e outras culturas trazidas pela colonização Europeia  como portugueses, espanhóis, imigrantes alemães e italianos. E foi pensando nisso que incluiu-se aos conteúdos programáticos a identidade e formação do povo gaúcho com os alunos da turma do 5º ano do Ensino Fundamental onde desenvolveu-se o estágio.

Acreditando que ao oportunizar essas vivências para os alunos, seria possível que eles começassem a valorizar as questões da nossa terra dando um novo significado a origem do povo gaúcho de uma maneira interdisciplinar garantindo a maior interação entre os alunos, apresentando a eles outras possibilidades na visão dos fatos.

A problemática da pesquisa é: Como trabalhar a formação da identidade Rio Grandense nas séries iniciais?

 O objetivo geral da pesquisa é verificar a melhor forma de trabalhar a formação da identidade rio grandense nos anos iniciais e os objetivos específicos: contextualizar a formação do Rio Grande do Sul; caracterizar a turma de estágio e a proposta desenvolvida no estágio; analisar as metodologias de ensino e ações desenvolvidas mais apropriadas para o ensino da identidade do povo rio grandense nos anos iniciais.

Os teóricos utilizados para a realização dessa pesquisa foram: Maria Aparecida Quadros Borges; Pablo Rodrigues Dobke;, Ana Rita Martins;Juremir Machado da Silva e  Lev S. Vygotsky.

O trabalho foi desenvolvido com base no método indutivo, sendo de natureza aplicada, pesquisa descritiva, a abordagem do problema deu-se na forma qualitativa e, enquanto procedimento técnico trata-se de um estudo de caso.

O artigo foi dividido em três partes, primeiramente foi apresentado a Identidade do Povo do Rio Grandense, na segunda parte foi caracterizar a escola e turma, e por fim apresentar as propostas e ações desenvolvidas refletindo os aspectos positivos e negativos.

A Identidade do Povo Rio Grandense 

Grande parte da população do Rio Grande do Sul é formada por descendentes de portugueses, alemães, italianos, africanos, negros e indígenas. Os indígenas já viviam nas terras onde hoje é o Rio Grande do Sul, antes da chegada dos europeus, e desde então iniciou-se o processo de construção da origem e identidade do povo rio grandense. Os índios foram os primeiros habitantes das terras Rio Grandenses e podem ser considerados os primeiros donos do solo gaúcho.

O africano marcou sua presença, no folclore, no linguajar, nas artes e no esporte; dos portugueses herdamos as tradições religiosas; os alemães conhecidos por serem trabalhadores e guerreiros nos legaram o gosto pelo trabalho; os espanhóis influenciaram nossa indumentária tradicional masculina, algumas danças regionais, na poesia, música e em nosso linguajar característico, os italianos introduziram técnicas e tecnologias para cultivar a terra.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (15.1 Kb)   pdf (168.6 Kb)   docx (19.8 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com