TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Educação Nove Anos

Trabalho Universitário: Educação Nove Anos. Pesquise 812.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  17/4/2013  •  532 Palavras (3 Páginas)  •  511 Visualizações

Página 1 de 3

Ensino Fundamental para nove anos

A Lei nº 11.274, de 06 de fevereiro de 2006 – amplia o Ensino Fundamental para nove anos de duração, efetivando a matrícula de crianças de seis anos de idade, com o prazo de implantação de tal Lei de até o ano de 2010, sendo assim, a data de ingresso das crianças no Ensino Fundamental é a partir dos seis anos de idade, completos ou a completar até o início do ano letivo, conforme estabelecido pelo respectivo sistema de ensino.

As crianças que completarem seis anos de idade antes do período de matriculas no ensino fundamental podem continuar na educação infantil, sendo participantes da pré- escola, portanto, tal mudança do Ensino Fundamental aponta determinadas vantagens e desvantagens no âmbito educacional.

Com a definição, desde 2010, do Ensino Fundamental para nove anos o Ministério da Educação (MEC) pretende assegurar às crianças um período maior dentro de sala de aula, sendo assim prolongado o tempo para aprendizagens de alfabetização e letramento.

Com a mudança, os índices de analfabetismo funcional tendem a minimizar, pois, a educação básica passa a ser mais qualitativa, a criança que tende a ter dificuldade na aprendizagem nas séries iniciais terá oportunidade de desenvolver seu conhecimento através das atividades dirigidas e aplicadas no ensino fundamental.

A idealização dos professores em sala de aula em tornar o aluno um ser pensante, demonstra que a aprendizagem não está baseada nos anos letivos, mas sim na maneira que o mediador irá administrar suas aulas. Medidas como: não sobrecarregar o aluno, descobrir suas inquietações, utilizar métodos variados, entre outros, permite desenvolver atividades pedagógicas dentro do espaço escolar fazendo proveito deste maior período de aprendizagem na vida do aluno.

Porém, as desvantagens do Ensino Fundamental de nove anos vêm de encontro a estas questões, a melhor maneira de alunos de seis anos aprenderem é brincando, desenvolvendo sua fantasia, criatividade, pois, suas inquietações serão difíceis de trabalhar dentro de uma sala de aula onde o trabalho pedagógico é mais intenso.

A maior desvantagem está na preocupação com a criança deixar de ser criança para aprender a ler e escrever, no sentido amplo, o incentivo a alfabetização nas escolas de educação infantil deixa de lado o lúdico, dando espaço ao lápis e ao xeróx. Tal situação pode refletir mais tarde no fracasso escolar, na repetição de séries, no descontentamento do aluno com a Escola e com os estudos.

O processo de educação inicia na pré-escola, portanto, independente das vantagens e desvantagens cada aluno desenvolve seu próprio aprendizado, cada criança tem seu momento próprio de aprender. Ainda há muito que ser reformulado na Educação brasileira, porém, o mínimo que seja feito e aplicado, já basta para que se construa um sistema em que a educação seja valorizada.

As vantagens e desvantagens, na mudança do tempo de duração do Ensino Fundamental, não interferem na educação se a Escola, os pais, a equipe pedagógica, as propostas pedagógicas e todo contexto escolar, inclusive os alunos, estiverem dispostos em querer mais educação.

Referencia:

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1414-69752009000100006&script=sci_arttext

BRANDÃO,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com