TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Sistemas Operacionais Linux Debian

Por:   •  15/4/2013  •  1.010 Palavras (5 Páginas)  •  511 Visualizações

Página 1 de 5

SISTEMAS OPERACIONAIS

1) É o software que pode ser usado, copiado, estudado, modificado e redistribuído sem restrição. A forma usual de um software ser distribuído livremente é sendo acompanhado por uma licença de software livre (como a GPL ou a BSD), e com a disponibilização do seu código-fonte.

Ao distribuir o software livre, o detentor dos direitos deve escolher uma licença de software livre que normalmente é anexada ao código-fonte. Esta licença informará quais os direitos que o autor estará transferindo e quais as condições que serão aplicadas.

Teve início em 1983, quando Richard Stallman deu início ao Projeto GNU e, posteriormente, à Free Software Foundation. Em outras palavras, o Software é considerado livre quando atende a quatro tipos de liberdades definidas pela fundação.

As quatro liberdades básicas associadas ao software livre são:

• Executar o programa, para qualquer propósito.

• Estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades.

• Redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo.

• Aperfeiçoar o programa, e liberar os seus aperfeiçoamentos, de modo que toda a comunidade se beneficie.

Nada impede que um desenvolvedor cobre pelas modificações feitas, pois há custos como em qualquer outra atividade, porém a diferença está na filosofia do Software Livre, a qual visa o espírito de liberdade e não o lucro.

2) Este diretório armazena arquivos de dados variáveis, onde possui arquivos de log de sistema, armazenando informações referentes à inicialização e utilização do sistema.

3) A palavra BIOS é um acrônimo para Basic Input/Output System ou Sistema Básico de Entrada e Saída. Trata-se de um mecanismo responsável por algumas atividades consideradas comuns em um computador, mas que são importantes para o correto funcionamento de uma máquina. Se a BIOS para de funcionar, o PC também para. Programa pré-gravado em memória permanente (firmware) executado pelo computador quando ligado. Ele é responsável pelo suporte básico de acesso ao hardware, bem como por iniciar a carga do sistema operacional.

Podemos realizar diversas configurações como:

• Ajustar o relógio do sistema;

• Verificar a temperatura da placa-mãe e do processador;

• Conferir a velocidade com a qual o cooler está girando;

•.

• Determinar se o boot será feito pelo disco rígido, drive de CD/DVD ou dispositivos USB.

• Alterar a velocidade de clock do processador;

• Realiaza testes verificando componentes de hardware instalados no computador (POST).

4) Também chamado gerenciador de Boot um programa simples com a função de acessar o disco do computador e carregar o sistema operacional na memória para assumir o controle do equipamento. Ele pode ser apenas um único programa ou múltiplos encadeados, desde que um deles execute o carregamento do sistema operacional. Conforme for a utilização do bootloader, nem sempre ele será visualizado na inicialização, na maioria das vezes, ele estará completamente invisível para o usuário.

O bootloader faz a segunda parte da inicialização de um equipamento computacional e sua existência se deve ao fato de ser impossível para um hardware poder inicializar diretamente um sistema operacional completo, quando esse não está na ROM. Ele têm basicamente funções que o permitem acessar os discos do equipamento, procurar e executar o sistema operacional ou simplesmente exibir uma lista de sistemas para o usuário escolher.

5) É responsável por definir o nível de execução (runlevel) que o Linux vai iniciar e a sequência de scripts que serão executados para inicializar os serviços.O formato de cada linha do inittab obedece o seguinte padrão:

• ID;

• Runlevel;

• Ação;

• Processo.

6)

• shutdown -h now;

• halt;

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.6 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com