TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

'Por Que Ensinar a Gramatica ?

Por:   •  14/9/2018  •  Artigo  •  824 Palavras (4 Páginas)  •  58 Visualizações

Página 1 de 4

POSSENTI, Sírio. Por que (não) ensinar gramática na escola. Campinas, Mercado de Letras, 1996, p.95

A gramática e o ponto de partida da nossa língua desde pequeno a criança emite sons sem saber do que se trata essa seria a gramática internalizada. Conquistando sua autonomia terá seu primeiro letramento com ensino das palavras dentro de casa. O ensino da gramática creio eu e a base para nosso aprendizado e de suma importância para primeiro contato desse aluno com conhecimento das palavras. O professor como instrutor.

Letramento é palavra e conceito recentes, introduzidos na linguagem da educação e das ciências linguísticas há pouco mais de duas décadas. Seu surgimento pode ser interpretado como decorrência da necessidade de configurar e nomear comportamentos e práticas sociais na área da leitura e da escrita que ultrapassem o domínio do sistema alfabético e ortográfico, nível de aprendizagem da língua escrita perseguido, tradicionalmente, pelo processo de alfabetização. (SOARES, Magda, p.96).

Como chegar a esse aluno com o uso de vários meios para ensinar a gramática, usando de vários métodos pedagógicos que possa explorar capacidade dê o aluno como um todo tendo em vista que aluno aprende por oralidade, visão, escrita e imagem podemos citar também a interação com os colegas de classe. Agora o professor e essencial para esse ensino língua portuguesa em sala de aula.

ao mesmo tempo em que deve apresentar a ele as diferentes modalidades de uso da língua. Uma vez que a Língua Portuguesa não é um sistema tão homogêneo quanto pode parecer à primeira vista, o aluno deve ter condições de empregar diferentes registros, conforme a situação. Examinando de perto o ensino de Língua Portuguesa em nossas escolas, constatamos que existe um divórcio entre os textos de orientação curricular, ou seja, as propostas, subsídios, guias, etc., colocados à disposição do professor pelos órgãos públicos da Educação, e a prática de sala de aula. Um dos aspectos enfatizados nesses textos, por exemplo, é o da importância do trabalho com a linguagem oral, cujo tratamento tem representado uma decisiva contribuição da Linguística ao ensino de línguas. Diversos textos salientam a importância do desenvolvimento desta modalidade, apontando para a necessidade da criação de situações de interação em sala de aula: entre professor e aluno e entre os próprios alunos é fundamental o diálogo, a convivência, a troca de experiências. É apenas na medida em que o aluno tem condições de constituir-se locutor e, mais ainda, de constituir os outros como interlocutores, que a linguagem pode desenvolver-se como atividade social que é. (Pessoa, Maria Regina,

p.12).

Em um país que dialeto e rico e diversos o ensinar da gramática se modifica tomando uso da língua nativa local de somatória, mas notando que estrutura e som do dito, do ensino não muda segue a nomenclatura vigente desse falante alfabetizado. Por que ensinar gramatica nas escolas para ser falante ter domínio da língua que fala, e que agora escreve para formação crítica e social de sua futura leitura, tendo o domínio de todas as (esferas) mesmo usando modo informal (as gírias) a linguagem e reciproca (inteligível) entre os falantes, mesmo sendo conhecedor da gramática ensinada. Na língua escrita há mais exigências, em relação às regras da gramática normativa isso acontece porque, ao falar, as pessoas podem ainda recorrer a outros recursos para que a comunicação.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.2 Kb)   pdf (95.2 Kb)   docx (12.2 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com