TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ANÁLISE DE DISSERTAÇÕES E TESES PRODUZIDAS NA REGIÃO NORDESTE NA ÁREA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA NO PERÍODO ENTRE 1997 E 2007.

Monografias: ANÁLISE DE DISSERTAÇÕES E TESES PRODUZIDAS NA REGIÃO NORDESTE NA ÁREA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA NO PERÍODO ENTRE 1997 E 2007.. Pesquise 812.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  9/3/2014  •  550 Palavras (3 Páginas)  •  403 Visualizações

Página 1 de 3

ANÁLISE DE DISSERTAÇÕES E TESES PRODUZIDAS NA REGIÃO

NORDESTE NA ÁREA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E

INCLUSIVA NO PERÍODO ENTRE 1997 E 2007.

GT 11 - Políticas de Inclusão Social, Educação Especial e Inclusiva

Ana Valéria Marques Fortes Lustosa (Orientadora, Depto de Fundamentos da Educação – UFPI).

O paradigma emergente da Inclusão, que tomou impulso, entre outros fatores, a partir das declarações de organismos internacionais na década de 1990. Somente na década de 80, após a consolidação dos Programas de Pós-Graduação das Universidades Federais de São Carlos e do Rio de Janeiro, houve um avanço efetivo na produção científica dessa área. As conseqüências dessa mudança foram maior rigor metodológico e um aguçado senso crítico e uma expansão da pesquisa para outras universidades brasileiras. (OMOTE, 2003). Considera-se que as universidades têm uma relevância ímpar em função da responsabilidade social que estas têm para com a sociedade, logo deve produzir conhecimento que auxilie na compreensão dessa problemática (FORTES-LUSTOSA, 2006). Entende-se que tornam cada vez mais necessárias análises tanto de aspectos internos (lógico-gnoseológicos- metodológicos), quanto externos (histórico-sociais) da pesquisa produzida no âmbito da Educação Especial e Inclusiva brasileira. Isto significa voltar à atenção para como tem se processado a própria concepção de ciência nessa área. Inicialmente, para identificar a produção na área foram realizadas buscas em Bancos de Dados que disponibilizam Teses e Dissertações, como por exemplo, o Banco de Dados da CAPES. A segunda etapa foi desenvolvida a partir do envio de correspondência eletrônica aos coordenadores e orientadores de programas nos estados do nordeste, solicitando informações acerca do desenvolvimento de pesquisas na área. Essa iniciativa teve por objetivo também identificar os pesquisadores envolvidos com esse campo, os quais foram contatados com o fim de obter informações sobre os trabalhos orientados e defendidos. Posteriormente, após a identificação dos trabalhos foram avaliados inicialmente os resumos, identificando aspectos teóricos e metodológicos, pertinência do referencial teórico adotado, assim como as características mais gerais quanto aos participantes, locais e temas mais pesquisados, em suma as tendências mais presentes no campo nessa região. Até o momento foram encontradas 84 produções, sendo destas sessenta e nove (69) dissertações e quinze (15) teses. Foi possível perceber o período em que a produção científica ocorreu em maior intensidade, assim como aqueles nos quais aconteceu um declínio na produção científica. Identificaram-se também os estados onde aconteceu a produção do conhecimento na área. Na região Nordeste, destaca-se o Rio Grande do Norte com a maior porcentagem, com 24% das produções. Por meio da análise dos resumos foi possível a identificação de alguns elementos da pesquisa, percebe-se que em boa parte das produções os pesquisadores realizaram a opção pela Pesquisa Qualitativa, do tipo Estudo de Caso e Pesquisa Etnográfica, sendo que em apenas uma dissertação adotou a Pesquisa-Ação. A falta de objetividade é uma característica que vem sendo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com