TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

FILME TEMPOS MODERNOS DE CHARLIE CHAPLIN

Por:   •  7/6/2016  •  Trabalho acadêmico  •  931 Palavras (4 Páginas)  •  1.311 Visualizações

Página 1 de 4

INTRODUÇÃO

Os filmes estão sendo cada vez mais utilizados como importantes recursos metodológicos para a compreensão e apreensão de alguns conceitos e teorias, bem como as relações humanas com o trabalho e educação a realidade vivenciada no cotidiano organizacional tem sido apresentado através de desenhos e ficções reforçando a percepção acerca deste universo.

A analise deste filme funcionou como um mecanismo de identificação do sujeito com a organização do trabalho, sendo ele muito rico em favorecer diferentes perspectivas a respeito do tema relacionado ao comportamento organizacional das instituições de ensino e os interesses da indústria, tendo em vista as mais diferentes situações vivenciadas pelo personagem, dentro de uma fabrica sob um determinado contexto politico econômico e social.

FILME TEMPOS MODERNOS DE CHARLIE CHAPLIN

Tempos modernos é um filme que retrata a vida dos trabalhadores das fabricas nos Estados unidos no ano de 1930,demonstrando os modos de produção industrial baseado na divisão e especialização do trabalho na linha de produção.

O Taylorismo e o fordismo são modelos de produção baseados na divisão do trabalho, ou seja, cada trabalhador fica responsável por uma parte do processo produtivo. A produção em massa deve ser realizada no menor tempo possível, a repetição das atividades por parte do operário  causa a alienação do mesmo.

Esse fato e retratado no filme onde Carlitos, personagem principal, é um operário que trabalha em uma linha de montagem apertando parafusos, em razão da quantidade excessiva de atividades repetitivas, Carlitos mesmo quando não está realizando a função na empresa continua efetuando movimentos como se estivesse apertando os parafusos na linha de produção.

Varias características do Taylorismo e do Fordismo são apresentados no filme, a questão da alienação física e ideológica causado por esses modelos de produção são apresentadas em forma de arte com muita ironia por Charlie Chaplin. O filme e uma criticam ao sistema capitalista e ao modo de produção industrial.

O filme nos mostra claramente a evolução no campo das maquinas a modernização tecnológica que vinha correndo rapidamente, onde o trabalhador tem que se adaptar a novas formas de produção.

Vale a pena ressaltar também que os trabalhadores dentro da empresa deveriam receber ordem de um “gerente “somente para evitar conflitos e mal entendidos, podemos ver claramente no filme a pratica de gestão e separação entre concepção e execução baseando se no trabalho fragmentado e simplificado.

Sendo assim o trabalho tornou se mecânico e a divisão das tarefas nas linhas de produção intensificou a produtividade, hoje presente em todos os setores. Ao realizar a mesma tarefa por varias vezes, o trabalhador se torna habilidoso mais ágil aumentando sua capacidade de produção e estimulando os outros a fazer o mesmo.

Ao fazer uma reflexão de tudo que analisamos ate agora sobre o filme, apesar dos tempos serem outros e que as coisas evoluíram, para a camada mais pobre, ou seja, a camada popular da sociedade as coisas não melhoraram muito na organização do sistema de trabalho dentro das indústrias.

O sistema capitalista que tanto e criticado por vários autores ainda hoje e um dos causadores da desigualdade social e da alienação, pois bem sabemos que muitos produtos que são produzidos dentro das empresas não são para consumo dos trabalhadores que ajudaram em sua produção.

Como em 1930 com a revolução industrial ocorreram crises que levaram as greves dos trabalhadores em busca de melhores condições de trabalho, hoje são frequentes as manifestações pelas mesmas causas, mas o trabalhador continua sendo alvo do capitalismo.

Outro acontecimento que é importante ressaltarmos daquele momento ate os dias atuais é a necessidade de especialização da mão de obra e com ela a importância da educação sistematizada na vida das pessoas. Nesse sentido podemos concluir que os trabalhadores que possuírem mais estudos (conhecimento) terão mais oportunidades de crescerem dentro da empresa e os com menos estudos continuam a fazer as mesmas tarefas ate não servirem mais para os propósitos da empresa.

Infelizmente era assim naquela época e é  assim ate os dias atuais, sendo a educação através de uma boa formação o caminho da superação da desigualdade social e da alienação do trabalho.

MAPA CONCEITUAL DO LIVRO TRABALHO E EDUCAÇÃO

[pic 1]

[pic 2][pic 3]

        [pic 4]

[pic 5]

        

[pic 6][pic 7]

[pic 8]

        [pic 9]

[pic 10]

[pic 11]

[pic 12]

[pic 13]

[pic 14]

[pic 15]

[pic 16]

[pic 17]

        [pic 18][pic 19][pic 20][pic 21]

[pic 22]

[pic 23]

[pic 24]

[pic 25]

[pic 26]

[pic 27]

[pic 28]

[pic 29]

[pic 30]

[pic 31]

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.1 Kb)   pdf (134 Kb)   docx (23.7 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com