TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resumo Documentário Educadores do Brasil

Por:   •  14/12/2016  •  Resenha  •  765 Palavras (4 Páginas)  •  873 Visualizações

Página 1 de 4

RESUMO DOCUMENTÁRIO “EDUCADORES BRASILEIROS:
ANÍSIO TEIXEIRA – EDUCAÇÃO NÃO É PRIVILÉGO”

O documentário conta a história de Anísio Teixeira e sua trajetória como grande estudioso e “militante” da educação no Brasil. Sendo filho de pais com grande poder aquisitivo, Anísio pode frequentar escolas jesuitas e cursar Direito, sendo convidado após sua formação, a assumir o cargo de Inspetor Geral de Ensino do Estado da Bahia, onde inicia sua carreira na área da educação que escolhe para si como carreira e não abandona até o fim de sua vida.

Anísio começa então a ter contato com novas práticas de ensino e organização escolar, através de uma publicação de Omer Buyse que divulgava as práticas das escolas americanas (principalmente a ideia de trabalhos manuais e corporais associados ao ensino formal). Este livro marca o início da ruptura de Anísio Teixeira com as ideias de educação católica que trazia consigo dos anos estudando em escolas jesuitas.

No ano de 1927, Anísio faz sua primeira viajem aos Estados Unidos onde visita as escolas americanas e fica fascinado pelo modelo de educação. A estrutura física das escolas chama sua atenção, já que naquela época, as escolas no Brasil não possuíam espaços físicos planejados para seu funcionamento. Estas e outras descobertas ajudam a moldar ainda mais a perspectiva de educação que Anísio queria trazer para o Brasil.

Em 1928 Anísio volta aos Estados Unidos para fazer mestrado na Universidade de Columbia, onde foi aluno de John Dewey, colega de Gilberto Freire e se encontra com Monteiro Lobato. Este momento de sua vida e carreira foi decisivo para a formação de sua concepção final de educação. Quando retorna a Bahia não consegue entrar em acordo com o novo governador, e assim passa a dar aulas de filosofia na escola normal.

No início dos anos 30 é convidado a contribuir para a reforma da instrução pública do estado do Rio de Janeiro, que serviria de vitrine para os demais estados da federação, que é quando cria o Instituto de Educação, responsável pela formação de professores.

Durante a revolução constitucionalista de 1932, acontece o Manifesto dos Pioneiros da Escola nova, escrito por Fernando de Azeredo e Anísio é um dos signatários. Este manifesto defendia a ideia de uma escola Pública, Laica e Obrigatória. Ouve grande disputa neste período entre os Pioneiros da Escola Nova e os Educadores Católicos acerca dos novos rumos que a educação do país viria a tomar.

No governo Getúlio Vargas, Anísio é acusado de ser comunista e é levado a entregar sua carta de demissão e vai para o exilio, do qual só retorna ao final da segunda guerra com a retomada do regime democrático. Anísio então assume a Secretaria de Educação e Saúde da Bahia, onde consegue realizar o projeto de sua vida: uma escola pública de qualidade.

O Centro Educacional Carneiro Ribeiro, conhecida como “Escola Parque” dada sua dimensão física e contato com a natureza, trazia a ideia revolucionária de educação integral em tempo integral, voltada para populações carentes. Anísio então consegue implementar sua ideia de uma educação para a criação de conteúdos interiores, capazes de interpretar o mundo e para “o fazer”. A Escola Parque fez de Anísio Teixeira mundialmente conhecido, pela inovação e resultados apresentados.

Em 1951 Anísio retorna ao Rio de Janeiro e é convidado a trabalhar no Ministério da Educação e em 1952 assume a direção do INEP (Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos). Cria em 1955 o Centro Brasileiro de Pesquisa Educacional que é ligado ao INEP, que tinha como objetivo pesquisar a realidade da educação nacional. Ainda nos anos 50, publicou “Educação não é privilégio” e “Educaçãoe a crise brasileira”.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.7 Kb)   pdf (72.5 Kb)   docx (10.1 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com