TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Ansiedade

Por:   •  3/5/2016  •  Trabalho acadêmico  •  1.499 Palavras (6 Páginas)  •  259 Visualizações

Página 1 de 6

[pic 1]

ESCOLA SUPERIOR DOM HELDER CÂMARA

Daniel Henrique Miranda Gomes

Débora Soares Couto

Eduarda Faria de Castro

Ester Almeida e Andrade

Filipe Vidal Oliveira

Gabriela de Assunção Alves

Glayder D.P. Guimarães

Gustavo Santos Salgado

Ingrid Leticia Silveira Timoteo

Não se deixe levar pela ansiedade.

Ansiedade, onde tudo começa.

Belo Horizonte

2016

Daniel Henrique Miranda Gomes

Débora Soares Couto

Eduarda Faria de Castro

Ester Almeida e Andrade

Filipe Vidal Oliveira

Gabriela de Assunção Alves

Glayder D.P. Guimarães

Gustavo Santos Salgado

Ingrid Leticia Silveira Timoteo

Ansiedade, onde tudo começa.

Trabalho apresentado à disciplina de Estudo Personalizado do Direito, da Graduação em Direito – Modalidade Integral – da Escola Superior Dom Helder Câmara. Orientadores: Adair José dos Santos Rocha, Cláudia Madrona Moreira Haas e Rogério Márcio Fonseca Vieira.

Belo Horizonte

2016


INTRODUÇÃO

O presente trabalho revela as transformações observadas na concepção da palavra ansiedade através dos séculos. A análise desse sentimento é importante em virtude de se apresentar no cotidiano de vários indivíduos e ser um tema presente desde a antiguidade. Constata-se esse fato último pelos relatos, na Grécia Antiga, do nervosismo incontrolável notado no comportamento das pessoas.

A pesquisa visa responder as seguintes perguntas: qual a origem da ansiedade no indivíduo? Quais os seus reflexos na natureza humana? Por meio de uma consulta a artigos que dialogavam com o tema, também foi possível realizar uma linha analítica histórica da evolução teórica da origem da ansiedade nos seres humanos, criando um destaque para o surgimento de estudos acadêmicos aprofundados a partir do fim do século XIX.

Assim, o escrito tem por finalidade esclarecer às pessoas sobre a ampla conceituação do termo e incentivá-las a tratar a ansiedade. No caso da ausência ou tratamento indevido, o organismo da pessoa não funcionará adequadamente, gerando transtornos patológicos graves como taquicardia, problemas digestivos, agressividade, falta de ar, dentre outros fatores.

ORIGEM DA ANSIEDADE

A ansiedade é uma resposta ou sentimento natural do ser humano, e os seus impactos e efeitos sobre o indivíduo que vive em sociedade. Acreditava-se, anteriormente, que o seu surgimento estava relacionado a um acúmulo de libido no corpo por meio de obstáculos como a inibição ou conflitos ligados à gratificação sexual. Essa questão passa a ser estudada profundamente ao fim do século XIX, com o estabelecimento de Sigmund Freud através de seu estudo sobre a ansiedade na sociedade. Segundo ele, a ansiedade é uma reação sintomática da repressão de estímulos que não são adequadamente dominados ou descarregados, sejam eles internos ou externos, ou seja, a relação do aparecimento de ansiedade em situações denominadas por ele “situações traumáticas” e “situações de perigo”.

Presume-se naturalmente, então, que a intensidade da ansiedade é proporcional à avaliação da eminência do perigo, logo, em casos de perigos intensos a ansiedade será intensa. Além disso, Freud classifica a ansiedade em três tipos: Realística (o medo de uma coisa externa do mundo), Moral (o medo de ser punido), e a Neurótica (o não saber qual é o objeto, é o medo inconsciente, ocorre devido à natureza perturbadora e assustadora). Com isso, o estudo de Freud começa a ser disseminado no mundo ocidental.

De acordo com o psiquiatra australiano Aubrey Lewis (1967), a ansiedade é um estado emocional decorrente do nosso próprio sistema de defesa e está projetada em uma resposta cerebral a um estímulo determinado como possivelmente perigoso ou amedontrador. Foi assim que estabeleceu a teoria atualmente mais aceita dentre o acervo da psicologia, definindo o sentimento como uma característica biológica, além de relacionar sua causa a possíveis situações traumáticas nos primórdios da infância ou até mesmo a anormalidades químicas encefálicas e distúrbios hormonais.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11 Kb)   pdf (135.6 Kb)   docx (22.9 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com