TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Controle da Ansiedade

Por:   •  21/3/2020  •  Resenha  •  882 Palavras (4 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 4

Resenha O controle da ansiedade através de praticas corporais para a adequação do peso

Logo no capitulo de introdução a ansiedade é encontrada a origem da ansiedade na nossa era moderna que vem da agitação e dos transtornos em que passamos nessa atual fase. Porém, a ansiedade como um todo sempre esteve presente na vida do homem, desde a época das cavernas até os dias atuais, por ser uma questão biológica. Entretanto, para compreender como a ansiedade e o estresse afetam nosso corpo tanto quanto psicológicas ou corporais, é necessário saber o que é ansiedade e as formas de amenizar conhecendo praticas corporais.

No capitulo ansiedade, em um todo a psicologia define a ansiedade como um estado estressante que resulta a antecipação de perigo, gerando reação de alarme, fuga ou luta, que servem para ajudar a lidar com os perigos reais e imediatos. Ela é um conjunto de manifestações que fazem o corpo ficar em alerta, resultando no aumento da frequência cardíaca e respiratória, tonturas, tensão muscular, náusea, sudorese e vazio no estomago.
No geral ansiedade prepara o individuo para lidar com situações potencialmente prejudiciais que possam afetar sua integridade pessoal, física ou moral. Fazendo com que a ansiedade prepare o organismo a se defender. Mas quando a ansiedade persiste ela pode ser prejudicial tanto fisicamente quanto psicologicamente. Nesses casos eles são conhecidos como síndrome de ansiedade, tornando necessário um tratamento especifico.

A ansiedade segundo Dr. Hans Selye, é um dos componentes afetivos do processo de estresse que ocorre quando a capacidade de resposta é excedida, ela também atua nas reações emocionais desencadeadas pelo estresse.

Existem diversos fatores com que a ansiedade e o estresse afetam nosso corpo, sendo um deles o aumento de peso gerado pelo aumento de apetite, desencadeado por uma reação combinada de agentes químicos gerados pela ansiedade e isso é uma resposta fisiológica do organismo perante o estresse. O cérebro com os processos evolutivos recebeu uma programação para procurar substancias de sabor mais doce como fonte de nutrientes e energia, essas substancias transmitem uma mensagem ao cérebro que libera endorfina.
O doce provoca saciedade e bem-estar, que explica porque em períodos de tensão e ansiedade muitas pessoas consomem doces. Estima-se que grande parte dos obesos consomem carboidratos não somente porque estão com fome, mas para aliviar tensões, ansiedades, fadiga mental e depressão.

Nos anos 70 o fisiologista Hebert Benson sobre os efeitos terapêuticos do relaxamento obtidos com técnicas de meditação, abriu uma nova visão de compreensão das técnicas de origem oriental. Observarão também um efeito hipotensor e melhoras subjetivas nos indivíduos submetidos ao treinamento em relaxamento, como diminuição de cafaléia, tontura, ansiedade, irritabilidade e insônia, sendo que em alguns casos esses sintomas desapareceram completamente. As práticas corporais como Tai Chi Chuan e Yoga, permitem a redução da ansiedade porque relaxam e acalmam o sistema nervoso, promovem paz interior e leva entre outras formas de atingir o equilíbrio dinâmico que leva a saúde.

O Tai Chi Chuan é uma sequencia de movimento leves e suaves que trabalham a concentração, a coordenação e o equilíbrio. Essa sequencia de movimentos lentos e contínuos, destinados a relaxar e trabalhar todo o corpo tem como objetivo desenvolver a força interna, a flexibilidade e prevenir doenças, ele é praticado ao ar livre, logo pela manhã, mas pode ser praticado em qualquer lugar e horário, fazendo com que quem pratique só precise de uma área em que possa movimentar os braços livremente, é importante lembrar que o Tai Chi Chuan não e uma religião e não requer nenhum movimento religioso. Outra pratica é o Yoga que se caracteriza pela permanência numa condição de controle e conforto, causando relaxamento e prazer ao praticante de uma forma que cada praticante respeite seu limite durante toda a pratica, o Yoga não tem um padrão de execução e nem metas de desempenho motor, mas deixa-se claro que cada praticante é um ser único e isso faz com que a pratica também seja. Após a pratica de exercícios respiratórios do Yoga associados a meditação temos melhoras nos estados de ansiedade, as respirações praticadas podem ser rítmicas, uniformes e regulares, rápidas e tônicas ou lentas e prolongadas. Após um treinamento de Yoga percebemos que a um aumento de capacidade vital respiratória, diminuição do ritmo respiratório e o aumento na tolerância do estresse físico assim diminuindo o estado de ansiedade. O Yoga tem um movimento de ‘’pesquisa de Yoga na educação’’ que ajuda os jovens em centros de ensino como favorecer os processos de aprendizagem como fazendo com que eles tenham um melhor proveito de sua energia, relaxando quando for necessário e ensinando os alunos a prenderem a controlar o estresse e despertar sua criatividade e a ganhar autoconfiança. Nas salas de aula existem muitas dificuldades como a ansiedade , o estresse , os horários longos e carregados de atividades, o cansaço , o nervosismo antes das provas , etc.. que vem afetando oas crianças e nos professores .O yoga nos ajudam a balancear as energias, focalizar a atenção, afrouxar as tensões físicas e mentais e gerar um melhor ambiente para trabalhar em sala de aula. Este programa foi baseado nas etapas de Patanjali e possui 6 etapas: viver junto, eliminar toxinas e pensamentos negativos, adotar uma postura correta, respirar bem e ter calma, relaxamento e concentração.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.6 Kb)   pdf (28.8 Kb)   docx (8.8 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com