TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Psicologia Na Assistência Social

Por:   •  14/3/2013  •  933 Palavras (4 Páginas)  •  1.142 Visualizações

Página 1 de 4

Trabalho apresentado para fins de obtenção de nota do curso a distancia:

PSICOLOGIA EM CENTRO DE REFERÊNCIA

ESPECIALIZADO EM ASSISTÊNCIA SOCIAL

Campo Grande 22 de fevereiro 2013

Psicologia na assistência social.

A atuação de psicólogos na política de Assistência Social, nos últimos anos, fortaleceu-se como garantidora de direitos com os objetivos de proteção social, vigilância socioassistencial e a defesa de direitos.

Pensar nas possibilidades de articulação entre a Psicologia e a política de assistência social consiste em um importante esforço que pode contribuir tanto para a efetivação desta como para o aprimoramento daquela, rumo às práxis que retroceder a perpetuação de injustiças sociais crônicas que marcam a realidade brasileira.

O psicólogo, como trabalhador da Assistência Social, tem como finalidade básica o fortalecimento dos usuários como sujeitos de direitos e o fortalecimento das políticas públicas.

As políticas públicas são um conjunto de ações coletivas geridas e implementadas pelo Estado, que devem estar voltadas para a garantia dos direitos sociais, o compromisso social da Psicologia foi construído com a participação de psicólogos de todo o país em diferentes projetos.

Na última década, diferentes experiências possibilitaram a divulgação de um conjunto de práticas direcionada aos problemas sociais brasileiros, práticas que apontam alternativas para o fortalecimento de populações em situação de vulnerabilidade social. A psicologia no campo da Assistência Social subsidia o desenvolvimento de atividades em diferentes espaços institucionais e comunitários.

Os benefícios oferecidos pelos psicólogos nos cras são importantes para garantir a inclusão social das famílias, o acompanhamento das famílias pelos psicólogos nos encontros e os projetos que desenvolvem o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. O principal objetivo é o resgate da família, potencializando sua capacidade de proteção aos seus membros, fortalecer a auto-estima dos indivíduos usuários, e seus familiares, para que haja fortalecimento entre os membros da família dos usuários, e reinserção dos mesmos na sociedade.

O Creas (Centro de Referência Especializado em Assistência Social) tem acompanhamento técnico especializado desenvolvido por uma equipe multiprofissional, de modo a potencializar a capacidade de proteção da família e favorecer a reparação da situação de violência vivida.

O Creas realiza o acompanhamento conjunto; psicólogos e assistente social, os pais devem fica atentos as mudanças de comportamento presta atenção nas mudanças, o responsável deve demonstrar proteção e acolhimento, orientar a criança para prevenção para que ela saiba entender e diferenciar afeto com assedio, mas se caso perceber algo errado procure o Creas onde ha psicólogos que ira orientar e da toda assistência necessária as família.

A atuação de psicólogos em conjuntos com Assistência Social contribui no combater a estigmas e preconceitos; assegurar proteção social imediata e atendimento interdisciplinar às pessoas em

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.7 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com