TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESUMO DO TEXTO: BREVES NOTAS INTRODUTÓRIAS SOBRE A PSICOLOGIA SOCIAL NO BRASIL (MARCUS VINÍCIUS CÂMARA)

Por:   •  23/9/2014  •  672 Palavras (3 Páginas)  •  670 Visualizações

Página 1 de 3

RESUMO DO TEXTO: Breves Notas Introdutórias Sobre A Psicologia Social No Brasil (Marcus Vinícius Câmara)

No final do século XIX iniciam-se os estudos sobre fenômenos psicosociais. Le Bon tratou dos movimentos de massas e Triplet do desempenho grupal e em condições de isolamento. Segundo Lane após a Primeira Guerra Mundial há uma necessidade de reconstruir a sociedade e por isso surgiram estudos sobre liderança, preconceito, atitudes, comunicação, relações pessoais, etc.

Segundo Lane a Psicologia Social clássica chegou ao seu ápice nos 50 até 60. A principal obra deste período foi Handbook of Social Psychology de Lindzey e Aronson, E., que em 1968, foi reeditada com cinco volumes. Esta pretendia seguir o paradigma tradicional da ciência: um saber “puro e desinteressado” politicamente.

A Psicologia Social norte-americana contrariou a Psicologia Social clássica e foi criticada porque, apesar de reconhecer a mútua influência entre indivíduo e sociedade, acaba por construir uma separação entre estes dois fenômenos, ao buscar as determinações de comportamento do indivíduo “dentro” dele.

O objeto da Psicologia Social clássica desconhece a historicidade humana e os métodos utilizados tentam apreender objetivamente a realidade, e, entre eles um dos mais utilizados é a pesquisa experimental.

No Brasil, em 1974 foi publicado o livro Psicologia Social de Aroldo Rodrigues seguindo a vertente Psicologia Social clássica. Em 2000 em sua 18ª reedição, o livro ganhou as contribuições de Bernardo Jablonski e Eveline Assmar. O livro Introdução à Psicologia Social de Helmuth Kruger, de 1986 segue uma perspectiva cognitivista mas sem muita adesão às teorias norte-americanas.

No final dos anos 60, a Psicologia Social entra em crise porque os psicólogos sociais norte-americanos não conseguem globalizar a Psicologia Social devido ao fato de suas teorias não atenderem á realidade de outros países.

Segundo Lane, no final da década de 60 França e Inglaterra criticam a Psicologia Social tradicional, denunciando seu caráter ideológico.

Em 1976 a crise da Psicologia Social é denunciada no Congresso de Psicologia Interamericana. No congresso de 1979, n Peru, além da assinalação da crise, discute-se a possibilidade de uma Psicologia Social voltada para as condições próprias de cada país latino-americano.

Lane afirma que após o Congresso no Peru, psicólogos sociais brasileiros criaram a Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Dessa forma eles começaram a produzir conhecimento científico de acordo com a realidade brasileira e assim paravam de importar teorias que não eram adequadas para a realidade brasileira. A Psicologia Social passou a ter uma perspectiva sócio-histórica.

A Psicologia Social crítica considerava o homem como produto da interação

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.7 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com