TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Síntese do livro Humanismo e anti-humanismo de Pedro Dalle Nogare

Por:   •  11/2/2019  •  Pesquisas Acadêmicas  •  1.089 Palavras (5 Páginas)  •  73 Visualizações

Página 1 de 5

Síntese do livro Humanismo e anti-humanismo de Pedro Dalle Nogare

O livro apresenta uma visão das diferentes formas da história humanista, mesmo após séculos passados, consegue enxergar que a história do humanismo se deu início na civilização grega e que suas referências filosóficas surgiram de seus pensadores e foram de grande contribuição para formação humanista. De forma generalista, a cultura, a arte, as diferenças e as manifestações gregas foram apresentadas em épocas diferentes para o processo de construção do humanismo, que tinha em particular uma admiração por Sócrates, onde o humanista Erasmo de Roterdão o santificava.

Segundo Nietzsche, que trouxe uma visão bastante rígida sobre Sócrates, ele acredita que os padrões humanistas em que se vive hoje são reflexos dos padrões gregos, pois além de ter uma forte filosofia, são pessoas que tem também a arte muito forte em sua cultura, acreditava também que bem ou mal, nossas raízes humanistas são herdadas dos gregos e não expressou a duração desses padrões em nossas raízes. Os gregos tinham uma rotina em sua arte humanista e tinha como o ser mais importante o homem, eles o tinha como ser superior até da fé e buscavam a perfeição neles.

Mas para entender melhor o começo de toda filosofia e o pensamento ocidental, volta aos pré-socráticos que foram Sócrates, Platão e Aristóteles, que mesmo sabendo-se de fragmentos esparsos sabiam de sua importância para o pensamento ocidental, até Nietzche sabia que para reencontrar a autenticidade da nossa cultura e de onde tudo surgiu precisaria chegar até eles que foram os mais importantes dos pensamentos grego. Os filósofos pré-socráticos eram vistos como racionais, pois só buscavam razão para entender os problemas humanos, deixando para trás o intuito de buscar respostas no sobrenatural, esta afirmação se dava porque pouco se sabiam dos escritos destes pré-socráticos. Tales de Mileto um dos primeiros fundadores da filosofia, segundo Aristóteles, acreditava que por trás dos fenômenos naturais haviam coisas dos Deuses “Todas as coisas estão cheias de Deuses”, mesmo sem entender o real sentido da frase de Tales de Mileto, a partir daí surge a filosofia que buscava entender a natureza através da observação.

Após os primeiros pré-socráticos, surgiram outros filósofos como Xenófanes de Cólofon e Heráclito de èfeso, que mudou o foco da visão sobre a natureza e passou para o homem, pois para eles a importância do saber tinha mais valor do que a força e o homem é uma parte do cosmo que é necessário para representar a filosofia e não é possível desfazer deste círculo antropológico, sendo assim levando o homem a mais alta sabedoria do universo. Logo após Xenófanes e Heráclito, veio Demócrito, influenciando o pensamento materialista com sua teoria dos átomos e suas combinações que explicava o universo, porém pouco sabia das problemáticas humanas, mas trazia lições espiritualistas.

Sócrates, se tornou figura históricas, um importante filósofo grego que morreu em Atenas, considerado um dos grandes fundadores da filosofia ocidental, porém também chegou a ser visto apenas como uma lenda literária ou apenas idealização de seus discípulos, porém essas afirmações não tiveram continuidade por muito tempo.

Os maiores problemas encontrados sobre Sócrates, era que nada se sabia sobre ele, a não pelos seus discípulos Platão e Xenofonte. Pois ele não havia deixado nada escrito, então não se sabia de sua vida, suas relações pessoais e suas doutrinas. Então ficava difícil buscar certezas da vida de Sócrates, pois não sabia se o que seus discípulos falavam sobre ele eram verdades, apenas fanatismos ou o que eles queriam enxergar em Sócrates, até porque o interpretavam de uma forma, mas o que sabe-se, é que as maiores riquezas sobre a filosofia que sem tem na história se deu pelos pensamentos de Sócrates e seu o legado deixado por ele, sendo assim, considerado um dos filósofos mais importante para toda história da humanidade.

Sócrates foi considerado o fundador do humanismo ocidental, deixou aos seus discipuladores exemplos de sua personalidade, coragem, costumes, dignidade e toda sua grandeza que o tornou um grande mito e figura histórica da filosofia para toda sociedade de todos os tempos, inclusive para os homens dos tempos atuais. Ele conseguiu através de seus discípulos Platão e Aristóteles, transmitir toda grandeza de um mestre, o entusiasmo e amor pela filosofia e pela vida, que trouxeram todo o esplendor do desenvolvimento do saber, trazendo a dúvida se havia outros gênios tão bons, quanto ele foi na sua época.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.8 Kb)   pdf (43 Kb)   docx (9.2 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com