TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Sinopse do filme Uma Mente Brilhante

Por:   •  31/5/2013  •  Tese  •  1.509 Palavras (7 Páginas)  •  859 Visualizações

Página 1 de 7

1 - Sinopse do filme Uma Mente Brilhante

O filme Uma Mente Brilhante narra a história verídica do matemático John Nash que se revela um grande matemático, também muito notado por seu estranho comportamento social. Nash buscava de forma obstinada reconhecimento pelo seu trabalho e talento. Além de sua mania de grandeza, também se mostrava uma pessoa arrogante e com dificuldades em relacionamentos. Era somente compreendido por seu amigo Charles, fruto de alucinações. Devido a suas teorias e brilhantismo na área, John conseguiu a colocação que almejava, em um dos centros de pesquisa de matemática mais conceituados dos Estados Unidos. Nesse mesmo período conheceu e se casou com Alícia. Foi também neste período que começou a ser acometido por mais alucinações, em meio a Guerra Fria imagina trabalhar para o governo contra agentes russos infiltrados na América do Norte e passou a sofrer também de delírios persecutórios o que acarretou em uma grande crise em sua vida profissional e pessoal. Quando John foi finalmente diagnosticado como esquizofrênico, sofreu muito ao saber que grande parte do que se dedicava e pessoas das quais dispensava grande valor não eram reais. Após ser submetido à internação involuntária e ao tratamento da época, John volta para casa tentando retomar a sua vida, porém sem sucesso, pois os neuropléticos reduziam consideravelmente suas capacidades intelectuais e físicas. John então decide parar de tomar os remédios e após algum tempo volta a ter alucinações e sob a iminência de uma nova internação ele começa um processo de confrontação com as suas próprias fantasias para conseguir distinguir o delírio da realidade. Exemplo disso é a cena em que percebe, que se a sobrinha de Charles não envelhece, logo não poderá ser real. Com o passar dos anos, sua persistência e o apoio incondicional de sua esposa, John consegue se estabilizar e retoma atividades sociais e acadêmicas. Mais tarde, em 1994, ele recebeu o Prémio Nobel da Economia pelo sua Tese de Doutoramento conhecida como “Equilíbrio de Nash" escrita há 45 anos.

2 – Descreva a patologia do protagonista:

John Nash sofre de esquizofrenia, um severo transtorno no funcionamento Cerebral que se caracteriza pela perda do contato com a realidade. Ainda não se sabe ao certo o que causa a doença, mas há grandes indícios de fatores genéticos envolvidos. Ela pode afetar tanto homens quanto mulheres e é mais comum que se manifeste na adolescência ou na fase adulta jovem, podendo ocorrer também em idade mais avançada e na infância.

• Pode vir a ser percebida somente após uma crise ou surto desencadeado por um fator externo.

• Não há testes médicos para diagnostica-la, este é feito através de uma pesquisa sobre os sintomas e a duração dos mesmos.

Não existe regra sobre a evolução da doença, algumas pessoas tem apenas uma crise e retomam suas atividades com sintomas que pouco interferem em sua vida e outros que tem maior dificuldade, sendo necessários supervisão e apoio. Sabe-se também que a cada surto ou recaída o doente tem sua capacidade mental comprometida.

• O tratamento com antipsicóticos tem ótimo resultado por ter efeito calmante e por combaterem sintomas como delírios, alucinações, comportamento desorganizado e agitado.

O apoio da família é essencial para proteção das recaídas, pois a pessoa acometida de esquizofrenia tem maior vulnerabilidade ao estresse e reage mal em situações de sobrecarga emocional, desta maneira se a família puder zelar pelo ambiente do paciente, reduz de forma significativa o risco de recaídas

3 – Quais sinais-sintomas da patologia?

• Sintomas Positivos

Os sintomas positivos: grave desorganização psíquica e fenômenos delirantes e/ou alucinatórios, com perda do juízo crítico da realidade. A capacidade de perder a noção do que é real e do que é fantasia, criação da mente da própria pessoa, é um aspecto muito presente nos quadros agudos da esquizofrenia.

• Sintomas Negativos

Os sintomas negativos estão mais relacionados à fase crônica da esquizofrenia. Predominam a longo e são chamados de deficitários, como referência à deficiência de algumas funções mentais, como a vontade e a afetividade.

• Sintomas da Cognição

Falta de atenção e concentração e o prejuízo da memória. Essas alterações podem ocorrer antes mesmo do primeiro surto e piorar nos primeiros anos do transtorno.

• Sintomas Neurológicos

Os

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.2 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com