TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TDAH em crianças do ensino primário e o conhecimento de seus professores sobre as características comportamentais e emocionais desta desordem

Por:   •  1/4/2014  •  Tese  •  3.139 Palavras (13 Páginas)  •  197 Visualizações

Página 1 de 13

O TDAH em Crianças de Ensino Fundamental e o Conhecimento de seus Professores Acerca das Características Comportamentais e Emocionais desse Transtorno

1.0 INTRODUÇÃO

O Transtorno do Déficit de Atenção / Hiperatividade é conhecido há aproximadamente cem anos, contudo, sua caracterização clínica não está finalizada. Em 1902, o médico inglês, G. Still descreveu pela primeira vez as características desse transtorno, desde então denominado de Disfunção Cerebral Mínima, passando posteriormente a ser chamado de Hipercinesia ou Hipercinese. Logo a seguir, Hiperatividade, nome que ficou mais conhecido e perdurou por mais tempo. Em 1987, passou a ser chamado de Transtorno de Déficit de Atenção / Hiperatividade (TDAH), segundo a quarta Edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM IV), da Associação Americana de Psiquiatria (APA).

Segundo Silvares (2000), esse transtorno envolve a apresentação de níveis acima da média de desatenção, impulsividade e hiperatividade. É um transtorno de início precoce, ou seja, os sintomas geralmente se apresentam antes dos sete anos, e são notáveis na maioria dos ambientes como lar, escola e comunidade. O TDAH, afeta aproximadamente 3 a 5% de uma média de aproximadamente 3:1 a 5:1 (Barkley, 1990), e tende a ser crônico, sendo que 50% ou mais das crianças com TDAH continuarão a apresentar sintomatologia significativa na adolescência e idade adulta (Barkley, Fischer, Edelbrock e Smallish, 1990; Gittelman, Manuzza, Shenker e Bonagura, 1985; Weiss e Hechtman, 1993). Além disso, as crianças com esse transtorno têm um risco acima da média de apresentarem problemas educacionais, comportamentais e sócio-emocionais.

Muito se tem discutido a respeito da causa do TDAH. Estudiosos concordam que não há uma causa única, e sim uma combinação de fatores, em que dentre eles, a genética aparece como fator básico na determinação do aparecimento dos sintomas.

As crianças com TDAH, possuem características que as diferenciam de outras. Na escola, a criança comumente se torna um estorvo a mais numa classe já tumultuada. E, provavelmente, não só deixará de receber atenção adequada, como também será marginalizada pelos colegas, educadores e pais dos seus colegas. Com a progressão do quadro, não é raro que a criança seja convidada a se retirar da escola e que, ao ingressar em outra, o ciclo se repita. Neste quadro, notamos que a formação dos educadores brasileiros pode ser deficitária e, em função disso, a maioria deles possivelmente, não está preparada para diagnosticar e/ou encaminhar adequadamente as crianças com o TDAH.

Com isso, este projeto de pesquisa, tem a finalidade de conhecer teoricamente as características comportamentais e emocionais dessas crianças, discorrendo sobre essas no decorrer desse trabalho, e ainda avaliar o nível de conhecimento de seus professores acerca das características do TDAH, pois será que estes professores possuem algum conhecimento sobre o assunto? Se possuem, qual a capacidade destes de identificar uma criança com TDAH?

É de suma importância, para os educadores, possuírem esse conhecimento, pois avaliações errôneas sobre o comportamento de crianças com TDAH são feitas freqüentemente, havendo uma grande rotulação dos alunos.

2.0 OBJETIVOS

2.1 OBJETIVOS GERAIS

 Conhecer teoricamente as alterações comportamentais e emocionais de uma criança com TDAH.

 Avaliar o nível de conhecimento dos professores de Ensino Fundamental a respeito dessas alterações.

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Definir TDAH, descrevendo as suas principais características e possíveis causas.

 Entrevistar professores do Ensino Fundamental da rede pública e privada, constatando, o nível de conhecimento destes, acerca do assunto pesquisado.

 Examinar a capacidade desses professores de reconhecer um possível caso de TDAH em sala de aula.

3.0 JUSTIFICATIVA

Tenho como primeira justificativa a esse projeto, a busca de conhecimento sobre o assunto tratado, visto que este é freqüentemente encontrado em escolas e clínicas psicológicas. Segundo bibliografia lida, o TDAH, atinge de 3% a 6% de crianças de todo o mundo, e é muitas vezes o responsável pelo baixo rendimento escolar, que ocasiona repetência e problemas sérios de aprendizagem. Tenho ainda, a curiosidade em pesquisar o nível de conhecimento dos profissionais da educação, que lidam diretamente com a criança, acerca do tema proposto, e como eles estão identificando

...

Baixar como (para membros premium)  txt (21.6 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com