TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Transito

Por:   •  19/3/2015  •  1.381 Palavras (6 Páginas)  •  157 Visualizações

Página 1 de 6

Autor: Wagner Tadeu Cirillo da Silva

PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DE SITEMA ESTATISTICAS DE TRANSITO

COLETA DE DADOS, RELATORIOS E ESTATISTICAS DE TRANSITO:

SOBRE ACIDENTES, FLUIDEZ E TRAFEGABILIDADE.

Campos do Jordão 2012.

Traffic Report

Departamento de Coleta de Dados e Estatísticas de Trânsito.

Elaboração de coleta de dados, para informações e criação de relatórios e estatísticas de transito.

Wagner Tadeu Cirillo da Silva

Campos do Jordão 2012.

Resumo

O projeto tem o claro objetivo de criar um banco de dados formados por relatórios sobre as principais atividades do trânsito, visando colher informações para o Departamento com o intuito de aprimorar e qualificar suas atividades diárias.

Pontuando com eficiência as dificuldades do cotidiano, pontos de conflitos e situações adversas, tendo em vista a possibilidade de se antecipar a essas adversidades e amenizar os efeitos e riscos causados pelo trânsito.

Levando em consideração o impacto socioeconômico causado pelo trânsito, repercutindo diretamente na população prejuízos físicos e psicológico, tendo em mão informações criadas por relatórios e estatísticas o Departamento poderá corrigir com eficiência o problemas mais desse setor.

Sumário

Resumo.............................................................pag. 03

Sumário.............................................................pag. 04

Introdução.........................................................01

Desenvolvimento (base legal)

Cronograma

Capitulo 01

Coleta de dados:

A) informações de acidentes

B) fluxo de transito nas principais vias

C) horários e pontos de congestionamento

D) pontos de conflitos causados por sinalização

E) mapeamento gráfico das vias

F) frota fixa e flutuante por períodos e estações do ano

G) coletar informações das infrações de transito e julgamentos da JARI

H) condutores de necessidades especiais e transporte coletivo

Capitulo 02

Relatório e Estatísticas

A) relatórios de acidentes qualificados por causas e tipos de vitimas

B) fracionar quantitativamente o fluxo de veículos por vias

C) criar mapa com pontos de congestionamento

D) relatórios de congestionamento causados por sinalização

E) relatório gráfico das vias classificados por grau de congestionamento

F) mapeamento gráfico da frota de acordo com períodos e estações do ano

G) gráfico das infrações classificados por gravidade, quantidades e locais aplicados

H) classificar os pontos de acesso dos portadores de necessidades especiais, itinerários e rotas do transporte coletivo e seus usuários

Introdução

No ambiente do transito existem variáveis constantes e situações diversas que são fatores complicadores tanto para fiscalização como para ações preventivas.

O Departamento de Trânsito do Município tem entre outras incumbências gerar relatórios estatísticos sobre acidentes de transito com a responsabilidade de criar ações efetivas para prevenir os acidentes.

Os gráficos e relatórios irão apontar os pontos de maiores conflitos, possibilitando assim as ações corretivas e posteriormente ter informações e parâmetros dos resultados obtidos.

Desenvolvimento

O projeto tem a finalidade de atender as normas contidas em leis e normas especificas, relatadas abaixo:

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988

Art. 30. Compete aos Municípios:

VIII - promover, no que couber, adequado ordenamento territorial, mediante planejamento e controle do uso, do parcelamento e da ocupação do solo urbano;

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. Institui o Código de Trânsito Brasileiro.

Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios, no âmbito de sua circunscrição:

IV - coletar dados estatísticos e elaborar estudos sobre os acidentes de trânsito e suas causas;

RESOLUÇÃO CONTRAN N° 296, DE 28 DE OUTUBRO 2008

Art. 1° Integram o SNT os órgãos e entidades municipais executivos de trânsito e rodoviário que disponham de estrutura organizacional e capacidade instalada para o exercício das atividades e competências legais que lhe são próprias, sendo estas no mínimo as de: engenharia de tráfego; fiscalização e operação de trânsito; educação de trânsito; coleta, controle e análise estatística de trânsito, e disponha de Junta Administrativa de Recursos de Infrações – JARI.

Cronograma

01 – Coleta de dados

A. A coleta será feita nos setores envolvidos em acidente de transito como bombeiro, pronto socorro, policia militar e Departamento de transito, onde será entregue uma planilha especifica para cada setor, tendo orientação de nossa equipe para seu preenchimento.

B. Será computado a quantidade de veículos que transitam nas principais vias do município na proporção de “quantidade de veículos por minuto”, de acordo com as faixas de rolamento e sua distribuição nos eixos adjacentes.

C. Identificar os pontos de congestionamento de acordo com os horários, contabilizar números de veículos e classifica-los por categorias, e quais vias terão maior fluxo.

D. Enumerar as vias onde haja grande contenção de veículos devido à sinalização da placa R-1, em interseções com vias de maior porte ou preferencial.

E. Mapear as principais vias do município cada uma delas será classificada pelo seu porte (arterial, coletora e via local), sua intensidade e fluxo de veículos.

F. Será coletado os dados da frota do município junto ao DENATRAN e a estimativa da frota itinerante aproximada de acordo com férias e feriados.

G. Junto ao Departamento de trânsito municipal e sua Junta Administrativa de Recursos de Infração (JARI) coletar todas as infrações lavradas e as julgadas no município.

H. Levantar dados junto ao Departamento de transito Estadual o numero de condutores portadores de necessidades especiais e idosos e nas empresas de transporte urbano o numero aproximado de usuários desse transporte.

Relatórios e Estatísticas

A. Com as planilhas devidamente preenchidas será feito um fechamento mensal para apresentar ao departamento os números apurados, com intuito de estabelecer dados precisos dos números de acidentes, suas causas e consequências, apresentando gráficos onde se observaram os pontos críticos para desenvolver trabalhos para minimizar os problemas apresentados.

Os relatórios dos acidentes serão definidos por vários aspectos que envolvem essa situação, são elas:

I – condições climáticas e período do dia

II – tipos de colisões

III – faixa etária de condutores e vitimas

IV – numero de vitimas fatais e não fatais

V – tipo de lesões e gravidades

VI – tipo e categoria de veículos envolvidos e quantidades

VII – condições da via e veiculo no momento do acidente

VIII – sexo das vitimas envolvidas

Esse relatório irá gerar informações importantes para definir a meta de prevenção de acidentes identificando os grupos de riscos, locais vulneráveis e situações suscetíveis a acidentes.

B. O fluxograma das áreas urbanas e suas principais vias de trânsito, será apresentado com o mapa das vias de principal acesso do município detalhando por região e endereço sendo que de acordo com a intensidade de fluxo cada um terá uma cor para de classificação para facilitar sua visualização, relatando a quantidade de veículos que circulam nas vias suas variantes como eixos principais e vias adjacentes.

C. O mapa gráfico para identificar os principais pontos de congestionamento, determinando os horários e pontos com maior intensidade, o gráfico será alterado de acordo com as mudanças climáticas estações do anos férias feriado, ficando disponível dentro do departamento onde sua visualização facilitará os trabalhos dos agentes na distribuição das funções diárias.

D. Elaboração de histórico e pesquisa para identificar os pontos das vias onde a sinalização acarreta problemas na trafegabilidade urbana e índice de acidente por dificuldades de leitura da sinalização local, esse históricos terá informações que auxiliara as necessidades de inversão de direção e preferência no transito quando necessário.

E. Mapa gráfico de todas as vias do município para controle da fluidez, levando em consideração os aspectos momentâneos como feriados condições climáticas etc.

F. Gráfico com a frota do município separado por itinerantes e fixas, pontuando as estações do ano e períodos de feriados e eventos, para pesquisa de controle de transito e criação de melhor mobilidade com rotas alternativas.

G. Com informações das infrações de transito e julgamentos da JARI, separados por gravidades, será pontuando as mais cometidas, locais, causas e impactos, e argumentos mais usados na imposição do recurso administrativo, para melhor analise do Departamento e eficácia na fiscalização e sinalização.

H. O relatório dos condutores portadores de necessidades especiais e idosos terá como base a quantidade os pontos mais utilizados como agencia bancaria etc. O numero de usuários de transporte urbano será classificado por pontos de embarque e desembarque de passageiros, rota e itinerários mais utilizados o impacto que esse fluxo gera para o transito em determinados horários.

Considerações finais

O projeto de estatística de trânsito tem o claro objetivo de inserir dentro do Departamento uma ferramenta altamente eficaz na elaboração e distribuição das funções diárias, os dados e relatórios elaborados e emitidos ao Departamento tem a finalidade de aprimorar, agilizar e identificar os grandes problemas que o trânsito gera no dia a dia da população, lembrando que o trânsito causa um impacto social com prejuízos materiais e principalmente ceifando vidas de pessoas desamparando famílias.

Além de cumprir com uma das obrigações estabelecidas no Código de Transito Brasileiro, o município terá uma política mais eficiente e números precisos para ter respostas ao contribuinte quanto a eficiência do Departamento de Trânsito.

Campos do Jordão 2012.

Orçamento

Prestação de Serviços mensais Valores

Elaboração e atualização de mapa viário do município R$ 540,00

Relatórios sobre congestionamentos R$ 360,00

Gráficos estatísticos de acidentes R$ 850,00

Coleta de dados sobre acidentes R$ 1.850,00

Mapeamento do fluxo transito R$ 580,00

Planilhas de dados R$ 820,00

Estatisticas R$ 1.570,00

Total R$ 6.570,00

...

Baixar como  txt (10.4 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »