TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Transtornos De Linguagem

Por:   •  12/5/2013  •  3.077 Palavras (13 Páginas)  •  966 Visualizações

Página 1 de 13

A aprendizagem e suas dificuldades

Transtornos da linguagem

Os transtornos da linguagem são alterações que têm maior incidência na área expressiva. São caracterizados por déficits na compreensão ou produção, não ocorrem por estimulação lingüística pobre, perda auditiva, atraso mental, déficit motor ou doença neurológica.

O processo de aquisição da linguagem está alterado desde estágios precoces de desenvolvimento.

ALTERAÇÕES DA LINGUAGEM COM MAIOR INCIDÊNCIA NA ÁREA EXPRESSIVA

Transtorno fonético

Afetam a produção da linguagem. A dificuldade está localizada na área motora, articulatória; são chamados dislalias de desenvolvimento e tendem a desaparecer com o desenvolvimento, sem a necessidade de uma intervenção terapêutica. Se persistirem passam a ser considerados transtornos fonéticos. Podem ser devido a um déficit cognitivo, sensorial ou sócio-cultural, ou a um transtorno emocional.

Transtorno fonológico

Refere-se à dificuldade de fala nas crianças; afeta a discriminação auditiva perturbando os mecanismos de conceitualização dos sons e a relação entre significante e significado.

Apesar de o prognóstico ser positivo, é importante um programa de terapia da linguagem por volta dos 5 anos para evitar dificuldades posteriores na aquisição da lectoescrita.

Disglosia

É também chamada dislalia orgânica e caracteriza-se por alterações na articulação dos fonemas, devido a problemas congênitos ou adquiridos dos órgãos envolvidos na fala como a língua, os lábios, os dentes, a mandíbula e o palato.

Com origem labial - as encontradas com maior frequência são: lábio leporino, freio labial e paralisia facial e caracterizam-se pelas seguintes dificuldades de articulação: Nas consoantes P -B-M - Nas vogais O - U

Com origem dental – anomalia na forma e posição dos dentes; caracterizam-se pelas seguintes dificuldades de articulação: Dificuldade na pronúncia do - S

Com origem mandibular – alteração na forma de um ou dos dois maxilares produz transtornos na articulação.

Com origem lingual – freio lingual, paralisia da língua e malformações linguais referidas ao tamanho da língua; caracterizam-se pelas seguintes dificuldades de articulação: Dificuldade na articulação com R – L

Dificuldade com todas as consoantes (paralisia bilateral)

Com origem palatina – alterações orgânicas do palato ósseo e do palato mole; caracterizam-se pelas seguintes dificuldades: Substituição de S - J - Z - F - R por rouquidão faríngea. Alteração de todos os fonemas, exceto os nasais no sopro nasal. Alteração de T - D - L

Disartria

Abrande as dificuldades que se apresentam no ato motor da emissão oral. A causa encontra-se numa alteração no controle muscular dos mecanismos associados à fala. Normalmente é devido a uma lesão no sistema nervoso central.

Características: movimentos orais afetados, voz forçada, dificuldade na coordenação respiratória, presença de espasmos de glote, movimentos involuntários na língua e nos lábios dentre outros.

Dispraxia verbal

Alteração grave da articulação que consiste numa impossibilidade de executar movimentos complexos; esta dificuldade não se deve a transtornos motores.

Características: alteração na gesticulação e na mímica voluntária, fluidez verbal escassa, alterações na organização dos fonemas, sílabas e palavras.

Taquifemia

Forma desordenada e rápida de falar. O nível estrutural da linguagem não costuma ser afetado.

Características: tendência a falar muito rapidamente, omissão de sons e palavras completas dentro de uma frase, repetição de sílabas e palavras de forma inconsciente.

Disfemia

Alteração no ritmo da fala que se manifesta com interrupções na fluidez da palavra; também conhecida como gagueira.

Disfonia

Alteração da voz tanto na sua intensidade como no tom e timbre.

Características: incomodo ao engolir ou mastigar, rouquidão persistente, voz de resfriado com emissão incorreta de M - N, tendência a respiração

...

Baixar como (para membros premium)  txt (22.5 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com