TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Transtornos Mentais

Casos: Transtornos Mentais. Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  17/3/2014  •  482 Palavras (2 Páginas)  •  368 Visualizações

Página 1 de 2

Resumo do artigo : “Em busca das origens desenvolvimentais dos transtornos mentais”.

O artigo estudado busca evidenciar a origem do desenvolvimento dos transtornos mentais, por meio do estudo da psicopatologia desenvolvimental.

O estudo da psicopatologia desenvolvimental demonstrou que o desencadeamento dos transtornos mentais decorre de fatores sociais, genéticos e ambientais associados.

Para alcançar tais conclusões, o estudo da psicopatologia desenvolvimental utiliza-se de métodos epidemiológicos e estatísticos específicos.

Tais estudos demonstraram que o transtorno mental se dá de forma progressiva, isto quer dizer que o adulto com transtorno psíquico já o apresentava na infância ou adolescência.

A psicopatologia desenvolvimental entende que os transtornos mentais podem ser fruto do processo de desenvolvimento do indivíduo, que abarcam fatores biológicos, genéticos, psicológicos, e assim também produto de características ambientais, relacionamentos interpessoais, eventos estressores e ambiente social, como nível socioeconômico, vizinhança, rede de apoio social.

A psicopatologia desenvolvimental aponta que os efeitos de experiências prévias influenciam o processo de desenvolvimento de transtornos mentais.

O ser humano possui uma tendência natural de adaptação, o que implica dizer que se seu ambiente é patológico, a adaptação a este é provável, ou seja, o desenvolvimento de transtornos mentais está ligado, outrossim, ao contexto em que o indivíduo está inserido.

O nexo causal entre transtorno mental e ambiente deve observar critérios. Assim, por exemplo, existem evidências de que a criança que sofre abuso e maus tratos na infância é passível de desenvolver transtorno psíquico, uma vez que pesquisas apontaram a alteração no funcionamento de eixo hipolálamo-hipófise-adrenal, que poderá levar essa criança a depressão quando adulto.

É de suma importância se estabelecer a conexão temporal com o evento estressor danoso e o início do transtorno, assim como se observar os eventos crônicos que atuam por força de diferentes mecanismos ou mudaram de intensidade ao longo do tempo para que possa ser aferido os fatores de risco que levam ao desencadeamento do transtorno.

Entender o mecanismo de ação dos agentes causais é fundamental e objeto de estudo da psicopatologia desenvolvimental, o que é um desafio.

Nesse sentido, a psicopatologia desenvolvimental busca entender os efeitos neuroendócrinos dos estressores ambientais, o estudo focado na ação de fatores ambientais que atuam no período perinatal, bem como o funcionamento da modificação dos genes motivada por estressores ambientais, a exemplo do abuso infantil.

Todavia, foi observado que estressores atuam de forma distinta nos indivíduos, o que implica dizer que determinado estressor pode ser fator de desenvolvimento de transtorno mental em um indivíduo, enquanto o mesmo estressor não causará qualquer transtorno a outro sujeito. Tal afirmação tem relação com o enfrentamento de situações, pois enquanto um fator estressor pode gerar um transtorno mental em um indivíduo o mesmo estressor pode acarretar um comportamento de resiliência em outro, como a superação de obstáculos e resistência

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.5 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com